ECONOMIA E AGRO

Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020, 16h:54 | Atualizado: 04/06/2020, 15h:53

SITUAÇÃO CRÍTICA

Redução na arrecadação podem ultrapassar R$ 1,3 bi no ano, diz Gallo

Fablício Rodrigues

Rog�rio Gallo presta esclarecimentos sobre queda na arrecada��o por causa da pandemia

Secretário estadual de Fazenda, Rogério Gallo, explicou que gastos provocados pelo coroanvírus são grandes e consomem recursos de forma muito rápida

Se a queda na arrecadação do Estado continuar até o final do ano, Mato Grosso pode perder mais de R$ 1,3 bilhão. É o que estima o secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo. O valor seria maior que o recuso do pacote de auxílio financeiro da União aprovado pelo Congresso e que foi sancionado por Jair Bolsonaro na semana passada.

As medidas de isolamento social com restrição à circulação de pessoas e o fechamento do comércio em alguns municípios, como Cuiabá, para conter o avanço da Covid-19 foram consideradas “necessárias” pelo secretário, mas os impactos já podem ser vistos na economia.

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou, na segunda (1) que a queda na arrecadação de maio foi de cerca de R$ 200 milhões. O valor é R$ 60 milhões a mais em relação a abril, quando o Estado arrecadou menos R$ 140 milhões do que março.

Por um lado, o secretário reforça o discurso otimista de Mauro que o Estado teria feito o dever de casa. Mas enquanto o governador considera que “MT está bem e vai melhorar mesmo com a pandemia”, Gallo se preocupa que “as gorduras estão indo rápido demais”.

O secretário comparou o Estado a um trabalhador que tenha uma poupança que daria para levar os custos de vida durante certo período, mas vê seus recursos serem consumidos rapidamente.

Os altos investimentos na saúde, segundo Gallo, tem sido o maior gargalo dos gastos públicos. Ele citou o caso do Hospital Metropolitano, onde foram 210 novos leitos. A opção pela construção ainda disputou com a ideia dos hospitais de campanha que foi descartada pelo governador, apesar de ter custo menor.

 Á época, Mauro afirmou que a equipe deu preferência à criação de leitos definitivos que pudessem atender a população a longo prazo e não somente durante a pandemia.

O governo ainda aguarda o dinheiro da União que, mesmo aprovado pelo Congresso, ficou 20 dias para ser sancionado por Bolsonaro. O Estado vai receber R$ 1,3 bilhão.

“É importante dizer que é um número que vai nos ajudar, certamente nos próximos meses, nós comemoramos com muito comedimento, porque sabemos que os impactos da economia não são passíveis de serem mensurados, não sabemos como nós vamos terminar este ano”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

Relação tensa e agora sem assessores

niuan ribeiro 400 curtinha   A relação política entre o prefeito Emanuel Pinheiro e o vice Niuan Ribeiro (foto), em Cuiabá, deve azedar ainda mais. Ambos estão rompidos politicamente desde o ano passado. Niuan, que atua no 6º andar do Palácio Alencastro de olho nas ações de Emanuel, que...

PEC da Previdência na pauta nesta 5ª

dilmar dal bosco 400 curtinha   A polêmica e controversa PEC da Previdência, apresentada pelo governador Mauro, deve ser apreciada nesta quinta, em primeira votação, pelos deputados. O Executivo conseguiu os votos mínimos necessários para conseguir aprovação. Deputados da oposição...

Caminho bem consolidado à reeleição

leonardo 400 curtinha   Dos prefeitos que podem ir à reeleição de cidades pólos, o que encontra situação mais confortável é Leonardo Bortolini, o Léo (foto), de Primavera do Leste. Bem articulado e habilidoso politicamente e com uma relação extensa de obras e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.