ECONOMIA E AGRO

Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 17h:48 | Atualizado: 15/01/2020, 17h:57

alteração no icms

Wenceslau alega preços 30% mais caros e Governo rebate: correção de distorções

Rodinei Crescêncio

Wenceslau Junior

O presidente da Fecomércio, Wenceslau Júnior, que tem reforçado aumento dos preços

O presidente da Fecomércio, Wenceslau Júnior, alega que o preço dos produtos vendidos pelo comércio estão até 30% mais caros em razão das alterações provocadas pela Lei Complementar 631 de 2019, que reinstituiu incentivos fiscais no Estado, e que segundo o dirigente aumentou a carga tributária do ICMS. O governador Mauro Mendes (DEM), por outro lado, avalia que o mercado se autorregula por iniciativa dos próprios consumidores, e que os abusos podem ser denunciados aos órgãos competentes.

Em artigo de opinião publicado nesta quarta (15), Wenceslau lamenta que o governador tenha sugerido que os consumidores comprem em outros Estados, e se utilizem de ferramentas como a internet, no qual os preços costumam sair mais em conta.

“Claro, pode ser que o preço de lá seja mais interessante, porque talvez eles tenham a carga tributária mais competitiva, item que Mato Grosso também precisa. Porém, o nosso governador se esqueceu que as compras virtuais não geram emprego, renda e subsistência para o nosso querido Mato Grosso, mas sim, o enfraquecimento da economia local, e o desânimo dos comerciantes e até a falência de diversas empresas”.

Wenceslau complementa que o consumidor não pode esperar por 10 dias a chegada de medicamentos, combustíveis e outros produtos essenciais. “Senhor governador, esperamos que cumpra as propostas realizadas na campanha eleitoral, e busque o fomento da economia mato-grossense, e o enxugamento da máquina estadual, pois ao invés de diminuir os gastos, o Governo optou em jogar para os ombros dos consumidores a responsabilidade de erguer a receita do Estado, através da aquisição de produtos com carga tributária exacerbada", assevera. 

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Mauro Mendes em evento na Capital; democrata ressalta competitividade e segurança

Mauro defende livre iniciativa

Em nota, o Governo nega ter incentivado que consumidores comprem em outros Estados ou se utilizem no e-commerce. “O Governo esclarece que o mercado se autorregula por iniciativa dos próprios consumidores, que é o detentor do poder de escolha, pois o mercado e sua vontade são soberanos. Contudo, os abusos podem ser denunciados aos órgãos competentes”.

Mauro ressalta que não incentivou ou defendeu qualquer campanha para que a população passe a adquirir produtos no comércio eletrônico de outros Estados, em decorrência de supostos aumentos de preços no mercado interno.

“A atual gestão incentiva o desenvolvimento econômico de Mato Grosso e já adotou medidas que demonstram isso, como a exemplo da correção de distorção na concessão dos incentivos fiscais para o setor do comércio que trouxe maior competitividade e segurança jurídica. Existiam empresas do mesmo segmento e com benefícios diferentes”.

Na nota, Mauro relembra que alguns dos incentivos fiscais concedidos a determinados setores foram alvos de delação premiada do ex-governador Silval Barbosa, do período de 2011 a 2014, razão pela qual decidiu não manter qualquer benefício fiscal que foi concedido em troca do recebimento de vantagens indevidas.

“O que o Governo preza e defende é a livre iniciativa, um mercado competitivo, aberto e que possa ser atraente para os consumidores, lucrativo e que gere emprego e renda”, conclui.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Januário | Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 21h13
    0
    0

    É um mentiroso contumaz esse Mauro Mente. Porém, não esqueçamos que só colhemos o que plantamos. Portanto, como ele não tem escolhido bem as sementes para a semeadura, vai ter que colher a justiça divina. Dessa ele não escapará.

  • Milton Reis | Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 18h44
    0
    0

    Presidente coberto de razão o Governador não cumpriu com sua palavra, falou em redução para micro e pequenas empresas mas o ICMS aumentou tudo acima de 100% em relação a cobrança anterior.

Joelson e as traições política e familiar

joelson 400   Dos 23 vereadores pela Capital que vão à reeleição, o que mais deve enfrentar dificuldades para obter êxito nas urnas é o sargento Joelson (foto), que aproveitou a janela de março e trocou o PSC pelo Solidariedade. Primeiro, por causa da atuação pífia. Trata-se de um...

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.