ECONOMIA E AGRO

Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 17h:48 | Atualizado: 15/01/2020, 17h:57

alteração no icms

Wenceslau alega preços 30% mais caros e Governo rebate: correção de distorções

Rodinei Crescêncio

Wenceslau Junior

O presidente da Fecomércio, Wenceslau Júnior, que tem reforçado aumento dos preços

O presidente da Fecomércio, Wenceslau Júnior, alega que o preço dos produtos vendidos pelo comércio estão até 30% mais caros em razão das alterações provocadas pela Lei Complementar 631 de 2019, que reinstituiu incentivos fiscais no Estado, e que segundo o dirigente aumentou a carga tributária do ICMS. O governador Mauro Mendes (DEM), por outro lado, avalia que o mercado se autorregula por iniciativa dos próprios consumidores, e que os abusos podem ser denunciados aos órgãos competentes.

Em artigo de opinião publicado nesta quarta (15), Wenceslau lamenta que o governador tenha sugerido que os consumidores comprem em outros Estados, e se utilizem de ferramentas como a internet, no qual os preços costumam sair mais em conta.

“Claro, pode ser que o preço de lá seja mais interessante, porque talvez eles tenham a carga tributária mais competitiva, item que Mato Grosso também precisa. Porém, o nosso governador se esqueceu que as compras virtuais não geram emprego, renda e subsistência para o nosso querido Mato Grosso, mas sim, o enfraquecimento da economia local, e o desânimo dos comerciantes e até a falência de diversas empresas”.

Wenceslau complementa que o consumidor não pode esperar por 10 dias a chegada de medicamentos, combustíveis e outros produtos essenciais. “Senhor governador, esperamos que cumpra as propostas realizadas na campanha eleitoral, e busque o fomento da economia mato-grossense, e o enxugamento da máquina estadual, pois ao invés de diminuir os gastos, o Governo optou em jogar para os ombros dos consumidores a responsabilidade de erguer a receita do Estado, através da aquisição de produtos com carga tributária exacerbada", assevera. 

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Mauro Mendes em evento na Capital; democrata ressalta competitividade e segurança

Mauro defende livre iniciativa

Em nota, o Governo nega ter incentivado que consumidores comprem em outros Estados ou se utilizem no e-commerce. “O Governo esclarece que o mercado se autorregula por iniciativa dos próprios consumidores, que é o detentor do poder de escolha, pois o mercado e sua vontade são soberanos. Contudo, os abusos podem ser denunciados aos órgãos competentes”.

Mauro ressalta que não incentivou ou defendeu qualquer campanha para que a população passe a adquirir produtos no comércio eletrônico de outros Estados, em decorrência de supostos aumentos de preços no mercado interno.

“A atual gestão incentiva o desenvolvimento econômico de Mato Grosso e já adotou medidas que demonstram isso, como a exemplo da correção de distorção na concessão dos incentivos fiscais para o setor do comércio que trouxe maior competitividade e segurança jurídica. Existiam empresas do mesmo segmento e com benefícios diferentes”.

Na nota, Mauro relembra que alguns dos incentivos fiscais concedidos a determinados setores foram alvos de delação premiada do ex-governador Silval Barbosa, do período de 2011 a 2014, razão pela qual decidiu não manter qualquer benefício fiscal que foi concedido em troca do recebimento de vantagens indevidas.

“O que o Governo preza e defende é a livre iniciativa, um mercado competitivo, aberto e que possa ser atraente para os consumidores, lucrativo e que gere emprego e renda”, conclui.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Januário | Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 21h13
    0
    0

    É um mentiroso contumaz esse Mauro Mente. Porém, não esqueçamos que só colhemos o que plantamos. Portanto, como ele não tem escolhido bem as sementes para a semeadura, vai ter que colher a justiça divina. Dessa ele não escapará.

  • Milton Reis | Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, 18h44
    0
    0

    Presidente coberto de razão o Governador não cumpriu com sua palavra, falou em redução para micro e pequenas empresas mas o ICMS aumentou tudo acima de 100% em relação a cobrança anterior.

Matéria(s) relacionada(s):

França, convite do Pode e suspense

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto), que exerceu vários mandatos eletivos, entre eles de vereador e de prefeito de Cuiabá, ficou empolgado com o convite para se filiar ao Podemos, inclusive com abertura para concorrer novamente ao Palácio Alencastro. Para evitar conflitos, antes de fazê-lo, o...

Neurilan critica Pivetta e faz campanha

otaviano pivetta 400 curtinha   Em discurso em Tangará da Serra, num evento promovido pela AMM que serviu de palanque eleitoral, Neurilan Fraga disparou críticas ao vice-governador Pivetta (foto), que também pretende concorrer ao Senado. Disse que Pivetta não aceita nem discutir o valor repassado hoje aos...

Evento da AMM para pré-candidatura

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto), que aproveita o trunfo de presidente da AMM para tentar projeção política, insiste na pré-candidatura ao Senado, mesmo com a filiação oficial ao PL fora do prazo exigido pela legislação, o que ensejará no indeferimento do registro. E...

Selma, carreata e "ciúmes políticos"

selma arruda 400 curtinha   Quem vê Selma Arruda (foto), senadora cassada por crimes eleitorais, e o ex-senador e federal José Medeiros afinados no Podemos, nem imagina que no pleito de 2018 ela optou por distanciá-lo motivada simplesmente por "ciúmes políticos". Selma carregava o slogan de "Senadora de Bolsonaro"....

Reunião pra debater viabilidade do VLT

wellington 400 curtinha   Após participar de uma reunião na Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, o senador Wellington (foto) revelou que no próxmo dia 10 vai ser realizado encontro com o secretário José Carlos Medalia e com integrantes do Governo de MT para discutir a viabilidade do VLT, cujas obras...

Estado reduz número de homicídios

alexandre bustamante curtinha 400   O secretário Alexandre Bustamante (foto), de Segurança Pública, está comemorando a redução do número de crimes em MT.  O Estado fechou 2019 com a menor taxa de homicídios dos últimos 10 anos. Nos 12 meses do ano passado foram contabilizados...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.