ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 10h:14 | Atualizado: 16/04/2018, 10h:18

Acrimat: Brasil deveria recorrer à OMC contra União Europeia sobre o frango

Divulgação

luciano vacari.jpg

 Diretor executivo da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) Luciano Vacari

O diretor executivo da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, defende que o Brasil tome medidas de ordem comercial para resolver o impasse na exportação de carne de frango para a União Europeia (UE). "O País precisa fazer valer seus direitos frente à Organização Mundial de Comércio (OMC)", disse Vacari ao Broadcast Agro, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, nos bastidores da Intercorte, realizada nesta sexta (13), em Cuiabá.

Em março, o Ministério da Agricultura embargou as exportações de dez unidades da BRF para o bloco econômico, depois da deflagração da Operação Trapaça, da Polícia Federal, no mesmo mês. Antes disso, porém, a União Europeia vinha rejeitando um número cada vez maior de lotes brasileiros de carne de frango, alegando a presença de salmonela acima dos níveis permitidos. O setor produtivo do Brasil argumenta que os europeus vêm utilizando um critério de inspeção de salmonela em carne de frango in natura diferente do usado no frango salgado. "É preciso respeitar o que dizem as regras", disse Vacari sobre a postura da União Europeia. "Estão usando barreiras comerciais disfarçadas de barreiras sanitárias", afirmou ele.

Vacari, que faz parte da instituição voltada para criadores de bovinos, afirmou que a situação acaba afetando todos os setores da pecuária. "Esse volume que não está sendo exportado vai parar no mercado interno e os preços de todas as carnes (de frango e suíno) vão cair", disse. "Isso mexe com o tabuleiro todo."

Segundo a XP Investimentos, a competitividade da carne bovina no atacado paulista é a pior dos últimos oito anos, com a carcaça bovina a R$ 9,61 e o quilo do frango a R$ 3,03 - preços para a parcial de abril até esta sexta-feira. Na quinta-feira, 12, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, relatou que houve poucos avanços nas reuniões com representantes da UE, em Bruxelas (Bélgica), para evitar o embargo a exportações de carnes brasileiras pelo bloco.

No entanto, segundo ele, há "alguma expectativa para minimizar impactos negativos para as exportações de carnes de aves do Brasil para o bloco" econômico. Na próxima quarta (18), haverá uma votação na Comissão Europeia para decidir sobre restrições às exportações brasileiras de carne de aves da BRF e outras à UE. De acordo com Maggi, após a publicação, uma possível decisão "será avaliada e serão tomadas as providências que forem consideradas necessárias, para restabelecer o fluxo comercial".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Selma sob risco de ganhar e não levar

selma arruda curtinha   Uma das grandes surpresas nas urnas de MT, a juíza aposentada Selma Arruda (PSL), eleita senadora na 1ª vaga, ao alcançar 678.542 votos, ainda vai ter muita dor de cabeça até o fim da investigação em que é acusada de abuso de poder econômico, através de caixa...

Deputado culpa Emanuel pela derrota

valtenir pereira curtinhas   Valtenir Pereira (foto), do MDB, tem culpado, em parte, pela derrota nas urnas pelo quarto mandato, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro, do mesmo partido. Em privado, reclama que o prefeito, que recebeu o seu apoio para chegar ao Palácio Alencastro em 2016, lhe passou as pernas, pois havia se comprometido em...

Eraí paga R$ 1 mi de dívidas de Taques

erai maggi   O empresário Alan Malouf revelou, em delação no STF, que em meados de 2016, já no segundo ano do Governo Taques, o rei da soja Eraí Maggi (foto), do Grupo Bom Futuro, lhe pagou R$ 1 milhão, inclusive em espécie. Segundo Alan, o pagamento serviu para abater o débito de parte de um...

Modesto embolsa R$ 300 mil de extra

julio modesto curtinhas   Não foi somente Paulo Brustolin, que recebera salário extra milionário para comandar a pasta de Fazenda do Governo Taques, totalizando R$ 1,4 milhão (R$ 500 mil de "luva" e mais R$ 80 mil mensais entre janeiro e dezembro de 2015). Segundo o delator Alan Malouf, um grupo de empresários,...

Mais de R$ 1 milhão só de salário extra

paulo brustolin sefaz curtinhas   Em delação homologada no Supremo em janeiro deste ano, o empresário Alan Malouf conta que o executivo Paulo Brustolin (foto), numa negociação chancelada pelo governador Taques, recebeu R$ 500 mil a título de "luva" para assumir o cargo de secretário estadual de...

Vice migra para PP e deve ir a prefeito

ubaldo barros curtinha   O vice-prefeito de Rondonópolis, professor universitário e empresário Ubaldo de Barros (foto), só esperou o resultado das urnas para migrar de partido. Trocou o PSL pelo PP, que terá uma cadeira na Câmara, com Neri Geller, e outra na Assembleia, com Paulo Araújo. Embora...

Pivetta atuará como gestor do Núcleo

otaviano pivetta curtinhas   Com carimbo de bom gestor que ajudou Lucas do Rio Verde, enquanto prefeito por 3 mandatos, a ganhar o topo nacional em referências, como de IDH e de educação, o empresário e vice-governador eleito Otaviano Pivetta (foto), do PDT, não vai assumir secretaria na gestão Mauro. Mas...

Distante e com maior votação em ROO

adilton sachetti curtinha   Embora distanciado de Rondonópolis - vive mais em Cuiabá -, o deputado federal e sojicultor Adilton Sachetti conquistou uma votação histórica ao Senado no município. Dos 333.082 obtidos nas urnas, 61.397 vieram da cidade onde ele foi prefeito e depois perdeu a...

Respaldo dá a Taques a maior votação

thelma de oliveira curtinha   Diferente de Rondonópolis, onde o apoio e empenho do prefeito Pátio contribuiu para tirar voto de Taques, em Chapada dos Guimarães, a prefeita Thelma de Oliveira conseguiu entregar o que prometeu de votos. Ela teve uma participação importante na boa votação do governador...

MAIS LIDAS