ECONOMIA E AGRO

Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019, 22h:09 | Atualizado: 14/10/2019, 23h:00

CRESCIMENTO

BC diminui ainda mais taxa básica de juros e os cortes podem continuar acontecendo

Google Images

banco central 1200

O Copom cortou a Taxa Selic, que atinge 5,5%, um recorde para a história da economia do país. E economistas esperam para este ano um novo corte na taxa

O Banco Central mais uma vez cortou a taxa básica de juros do país enquanto mantém sob controle os aumentos de preços ao consumidor frente à desaceleração econômica que assola o país. A medida visa impulsionar o crescimento, algo que já há um tempo não acontece. A medida, que já era esperada, foi anunciada na quarta-feira (18).

Pela segunda vez consecutiva, o Copom – Comitê de Política Monetária do BCB – cortou a Taxa Selic, que dessa vez caiu de 6% para 5,5%, um recorde para a história econômica do Brasil. Ainda para este ano, espera-se que haja mais um novo corte na taxa. Os economistas entrevistados pelo BCB preveem que até o final do ano a Selic atinja o patamar de 5%, quebrando mais um recorde e permanecendo dessa forma até o final de 2020.

No comunicado que anunciou o corte na taxa de juros, o banco enfatiza que a decisão está alinhada com a convergência da inflação para a meta. Para este ano, a meta é de 4,25% e a margem de tolerância é de 1,5 ponto percentual. Dessa forma, o cenário da economia brasileira pode seguir uma trajetória de recuperação em ritmo gradual. Até 2022, o Copom estipula uma inflação de 3,5%.

Impacto da redução da Selic

A Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira, sendo o principal meio utilizado pelo Banco Central para controlar a inflação que havia fechado junho em 3,37% no acumulado de 12 meses. Depois de vários meses de alta, o índice desacelerou nos últimos meses. O IPCA, termômetro da inflação que é medido mensalmente pelo IBGE, em junho ficou em apenas 0,01%, o menor percentual desde novembro de 2018.

Com a redução da Selic, as aplicações de renda fixa e títulos do Tesouro Direto resultarão em menor rendimento, visto que seguem a rentabilidade da Selic. Com juros menores, será preciso assumir mais riscos. A renda variável e o mercado de ações são uma opção. Para os que investem na sorte, apostas em loterias podem proporcionar bons ganhos, como é o caso de empresas no ramo de slots, como a NetBet.

Google Images

banco central emprego 1200

A tendência é de crescimento no setor produtivo, aumentando a geração de empregos, mais com taxas de juros mais baixas, facilitando o acesso ao crédito

O setor produtivo tende a crescer mais com taxas de juros mais baixas, visto que fica mais fácil o acesso ao crédito, sem contar que o aumento do consumo da população estimula a economia. Nesse sentido, também é possível esperar aumento na oferta de empregos. Com as empresas indo bem, a tendência é que a contratação de mão de obra aumente a fim de garantir a produção. Esses sinais já vem sendo notados. o segundo trimestre terminou com uma pequena redução na taxa de desemprego que fechou em 12%, o que ainda representa 12,8 milhões de brasileiros sem ocupação.

Mudanças históricas 

O presidente Jair Bolsonaro já havia prometido cortar gastos governamentais e privilégios que entravam a atividade econômica. Seu governo está promovendo uma ampla reforma previdenciária que deve economizar mais de 200 bilhões de reais em dez anos, e que deve ser aprovada em outubro pelo Senado. Além disso, o governo busca simplificar o complexo código tributário do país, enquanto prepara uma série de privatizações.

Bolsonaro comemora: “Em nosso governo, pela segunda vez, a mais baixa taxa de juros da história do Brasil. É a economia dando certo.”

A legislação aprovada pelo sucessor de Dilma Rousseff, limitando os gastos públicos e simplificando a legislação trabalhista, entre outras mudanças, já está permitindo que as taxas de juros permaneçam em mínimos históricos sem provocar inflação. Para Rafael Cardoso, economista do Daycoval Asset, “as condições do Brasil melhoraram, o que significa que há menos risco de solvência, o que permite taxas mais baixas”. (Agência Digital Emarket)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

Bolsonaro, partido, Barbudo e Galli

nelson barbudo 400 curtinha   Da bancada federal de MT, composta por 11 parlamentares, apenas um deve acompanhar o presidente Bolsonaro para outro partido: Nelson Barbudo (foto). Ele vai sair do PSL junto com o capitão. A intenção de Bolsonaro é de se desfiliar e ficar um bom tempo sem partido. Até lá...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.