ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Sexta-Feira, 01 de Fevereiro de 2019, 14h:20 | Atualizado: 01/02/2019, 22h:02

modalidade ATA Carnet

CNI diz que 19% das empresas brasileiras promovem exportações temporárias

 

CNI

CNI explica que com apenas um documento, empresas podem entrar com bens em 77 países durante 12 meses

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela que 19,3% das empresas exportadoras realizam exportações temporárias. Essa modalidade de exportação é feita, principalmente, para apoiar a participação das empresas em feiras, exposições e congressos e para o envio de amostras comerciais.

Segundo a pesquisa, 83,5% das empresas não conhece a modalidade denominada ATA Carnet, destinada a exportações temporárias. Das instituições que conhecem o documento, 3,9% o utilizam. O documento ATA Carnet, que suspende a incidência de impostos sobre a permanência temporária de produtos e equipamentos, foi implementado no Brasil em outubro de 2016.

Com apenas um documento, empresas podem entrar com bens em 77 países durante 12 meses. Esse documento reúne todas as informações que devem ser apresentadas na aduana de saída e de entrada, reduzindo a burocracia, tornando mais rápidos os trâmites aduaneiros e pode ser usado tanto por pessoa física quanto jurídica.

A CNI é a entidade credenciada junto à Receita Federal para emitir o documento por meio da Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN), presente nas federações das indústrias de todo o país.

Análise

O diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi, disse que, diferentemente do que ocorre em países concorrentes, as empresas brasileiras não têm a cultura de levar seus produtos para demonstrar no exterior. Segundo ele, o costume é comum na Alemanha, nos Estados Unidos e na Suíça.

“As empresas precisam ver a modalidade de exportação temporária como um instrumento do processo de internacionalização e como um diferencial de competitividade”, disse o diretor da CNI. “Quando uma empresa leva o produto para ser experimentado lá fora, isso aumenta a possibilidade de ela exportar mais e se internacionalizar. A internacionalização, por sua vez, contribui para tornar nossa indústria mais inovadora.”

Desafios

A pesquisa Desafios à Competitividade das Exportações Brasileiras de 2018 ouviu 589 empresas exportadoras entre outubro de 2017 e março de 2018 e apresenta um raio-X dos problemas que os empresários brasileiros enfrentam para poder vender bens e serviços para o exterior.

A nova edição da pesquisa busca apontar os principais entraves do processo de exportação e avaliar mudanças ocorridas nos desafios enfrentados pelos exportadores nos últimos dois anos.

A edição anterior, publicada em 2016, mostrou que as empresas brasileiras enfrentam muita dificuldade para exportar, apresentando dificuldades, como morosidade e burocracia aduaneira e alfandegária, além da complexidade dos documentos exigidos e do arcabouço legal que regulamenta as exportações, assim como o elevado custo do transporte.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

2 familiares de Geller em cargos DAS

milton geller   O ex-ministro da Agricultura e deputado federal Neri Geller emplacou dois familiares em cargos comissionados nos últimos dias. O irmão Milton Geller (foto), ex-prefeito de Tapurah, se tornou assessor do deputado Nininho. Lotado na Assembleia, ganha R$ 6,4 mil. O sobrinho de Neri, Murilo Geller, passou a trabalhar...

Maluf reforça gestão eficaz do TCE-MT

guilherme maluf curtinha   O novo conselheiro Guilherme Maluf participou nesta quinta da abertura do programa de capacitação do TCE, Gestão Eficaz, representando o presidente Domingo Neto. Fez um extenso elogio ao programa que considerou ser o maior sucesso do Tribunal, por orientar os gestores a obter maior eficiência,...

MTI, extinção, pressão e cargos DAS

Servidores da MTI (antigo Cepromat) demonstram, na prática, serem os mais organizados no movimento contra a extinção de empresas no Estado. Monitoram de perto os passos do Governo Mauro. Uns resistem, à proposta de acabar com a empresa, como se estivessem numa guerra. Outros concordam com o fim da empresa. O fato é que 172 ja aderiram ao PDV, o que projeta uma redução de 42% na folha salarial. A empresa, em nota, assegura que ainda não...

Selma, artifícios de ontem e de hoje

selma arruda curtinha   Tida como “Sérgio Moro de saias” e juíza linha dura, a senadora Selma Arruda (PSL) sempre foi incisiva contra políticos julgados por ela na 7ª Vara Criminal. Agora, no banco dos réus no TRE-MT, usa o mesmo trunfo tão criticado. À época com o poder da caneta,...

Condenados por "brincar" com giroflex

valdecio_domaquino_curtinha   Agentes públicos parecem não ter noção da responsabilidade e compromisso que têm com a sociedade. Em Dom Aquino, o prefeito Valdécio da Costa (PSDB) e o vereador Fabrício Ribeiro (SD) foram condenados por retirar o giroflex de uma ambulância para colocar em um carro...

Ex-prefeito ganha salário de R$ 6,4 mil

nininho curtinhas   O agricultor e ex-prefeito de Tapurah, Milton Geller, irmão do ex-ministro e federal Neri, virou assessor parlamentar do estadual Nininho (foto). Ganha, em cargo comissionado na AL, R$ 6,4 mil. Cargo como esse nem sempre exige do nomeado o cumprimento do horário de expediente. No fundo, Nininho, que tem base...

Mauro decreta primeiras promoções

Prestes a fechar três meses de mandato, o governador Mauro Mendes assina as primeiras promoções na carreira militar. O oficial bombeiro, tenente-coronel Hector Péricles de Castro, recebeu promoção para a mais alta patente por "requerimento". Isso quer dizer que ele será transferido para a reserva remunerada, com vencimento acima de R$ 30 mil, a partir de 12 de abril. Também já ganhou promoção à patente de coronel...

Sinfra e o emergencial do transporte

luiz henrique curtinha   O conselheiro interino do TCE Luiz Henrique Lima (foto) deu 4 dias para o secretário de Logística e Infraestrutura do Estado, Marcelo Padeiro, se explicar sobre questionamentos levantados a respeito do chamamento público para fazer contrato emergencial para exploração do serviço...

5 vereadores por trás de manifestação

felipe wellaton curtinha   Cinco vereadores de oposição estão instigando um pequeno grupo que se apresenta como motoristas dos aplicativos de transporte de passageiros Uber e 99 Pop a fazer manifestação contra a prefeitura por causa da taxação do serviço na Capital, como o ato desta...

MAIS LIDAS