ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019, 10h:20 | Atualizado: 17/10/2019, 17h:50

MATO GROSSO

Com "explosão" de pedidos para uso de energia solar, Energisa recebe empresas

Assessoria

Energisa Energia Solar

Concessionária já recebeu este ano 1204 projetos de instalação de placas que captam energia solar, como estas da foto, para análise técnica e autorização

A possibilidade de gerar energia elétrica em casa e no comércio, por meio das novas tecnologias disponíveis, tem movimentado o mercado de geração distribuída em Mato Grosso. Prova disso é que ocupa o 4º lugar no ranking dos Estados com maior potência instalada em geração solar distribuída. Atenta a esse movimento desde janeiro de 2019, a Energisa Mato Grosso registrou um aumento de 200% nos pedidos de análise de projetos para a inclusão da geração solar na rede de distribuição no Estado. Desde então a empresa recebeu 400 projetos, com crescimento constante.  Em setembro este número passou para 1204.

Para se ter uma ideia em 2018 foram 180 projetos apresentados, em 2019 o número até agora é de 1204. Um crescimento de 668% de um ano para outro

Marcelo Pazoti, coordenador de Projeto da Energisa

Por conta da crescente demanda a Energisa convidou representantes de 12 empresas do segmento e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), para um compartilhamento de informações entre os envolvidos para estabelecer um alinhamento no processo de geração distribuída.

“Nessa reunião tentamos desmistificar a fala de que a Energisa é contrária a energia solar. Pelo contrário, procuramos as entidades para entender melhor seus anseios e demandas. A viabilização dos projetos de geração e de forma eficiente é benéfica a todos pois o objetivo comum a isso tudo é a satisfação do cliente que deseja ter essa tecnologia instalada e que contribui para termos uma geração de energia elétrica sustentável e de menor custo”, afirma o diretor presidente da Energisa Mato Grosso, Riberto José Barbanera.

Foram abordados no encontro fluxo e critérios de aprovação dos projetos dentro da Energisa Mato Grosso, a realidade do setor no Estado e, por parte das empresas clientes, as dificuldades que têm encontrado. “Nosso ponto principal foi criar uma aproximação com as empresas para ouvir mais sobre o que elas passam e assim aperfeiçoar o nosso atendimento”, aponta Marcelo Pazoti, coordenador de Projeto da Energisa Mato Grosso.

Pazoti ressalta que, devido ao crescimento de projetos de energia solar apresentados, a Energisa está se adequando à grande demanda. “Para se ter uma ideia em 2018 foram 180 projetos apresentados, em 2019 o número até agora é de 1204. Um crescimento de 668% de um ano para outro. Nossa equipe inclusive passou de 2 pessoas em 2017 para 9 neste ano. Tudo para atender melhor nosso cliente. Aproveitamos a oportunidade  também para apresentamos os critérios de aprovação dos projetos e tentar diminuir cerca de 300 ligações e atendimentos presenciais que realizamos por mês devido à falta de entendimento da norma”, explica Marcelo.

O encontro aconteceu na sede da Energisa, dia 4 de outubro, no bairro Bandeirantes, em Cuiabá. Estiveram presentes empresas de todo o Estado. Pela Energisa, participaram a diretoria e os gestores das áreas que tratam diretamente do tema.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Ulisses Araújo Barbosa | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 16h14
    1
    0

    Instalei painéis solar, o fiz no mês de maio do fluente ano. Até agora, só dissabor. Descontos mês sim, mês não e não atinge outras unidades indicadas. Pasme, funcionário da empresa, trocou medidor para assim medir energia injetada. No mês de junho, próximo passado, foi feita leitura e para surpresa, fui notificado de alteração no medidor. Ora, se não fiz e nem faria, anteriormente, qual razão lógica de faze-lo, quando já produzia energia. Coisa de louco. Fiz recurso administrativo. Se infrutífero, bato á porta do Poder Judiciário

  • alexandre | Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019, 12h53
    4
    0

    tá absurdo de caro, minha luz rural foi de R$ 30,00 para R$ 630,00 em 1 mes.....

Matéria(s) relacionada(s):

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

Bolsonaro, partido, Barbudo e Galli

nelson barbudo 400 curtinha   Da bancada federal de MT, composta por 11 parlamentares, apenas um deve acompanhar o presidente Bolsonaro para outro partido: Nelson Barbudo (foto). Ele vai sair do PSL junto com o capitão. A intenção de Bolsonaro é de se desfiliar e ficar um bom tempo sem partido. Até lá...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.