ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 10h:04 | Atualizado: 11/07/2019, 14h:48

Negociação

Comércio requer 11 alterações no projeto que reinstitui os incentivos fiscais em MT

Quinze deputados receberam ontem (10), na sede da Fecomércio, a contraproposta ao projeto de lei complementar que reinstitui os incentivos fiscais no Estado. A sugestão do setor de comércio visa diminuir os impactos do novo regime de tributação, cohecido como conta gráfica, caso passe a vigorar do jeito que foi apresentado inicialmente pelo Governo.

Assessoria

fecomercio

Empresários e 15 deputados debateram proposta do governo, que muda a tributação, durante reunião na Fecomércio

A comissão de representantes do setor do comércio reuniu os deputados e pediu o apoio dos parlamentares, especialmente do Grupo de Trabalho do Comércio da ALMT, sob a coordenação do deputado estadual Thiago Silva (MDB). Os deputados deverão apresentar substitutivo integral contemplando as sugestões  da indústria, agropecuária e energia.

Na contraproposta do comércio, a comissão pede o escalonamento do crédito outorgado para os diversos segmentos que compõem o comércio, possibilitando a manutenção da carga tributária atual. São 10 propostas do setor para a melhoria do PLC, o que permitirá a isonomia tributária e a possibilidade de crescimento das empresas.

O encaminhamento da contraproposta foi encaminhada à Secretaria de Fazenda (Sefaz). Para o presidente da Fecomércio, José Wenceslau de Souza Júnior, a contribuição do setor visa trazer um projeto de desenvolvimento econômico sustentável. “Se vier o aumento de impostos que o Governo está propondo, o comércio vai vender menos, vai haver demissões e quem vai pagar por esse aumento é o cidadão mato-grossense, o consumidor final, que já está muito fragilizado com o seu poder de compra reduzido”.

 A comissão é composta por 13 entidades, são elas: Fecomércio-MT, FCDL-MT, Facmat, Acomac-MT, Adimat, CDL Cuiabá, Sincofarma, Sincalco, SHRBS-MT, Sindcamaf, Sindióptica-MT e Sincad-MT.

Entre as propostas está a devolução de crédito de estoque definido no PLC, com prazo de devolução de oito meses; garantia de segurança jurídica; não atrelar à inadimplência o crédito já garantido; recolhimento do imposto no dia 20 do 2º mês subsequente à comercialização; garantia de remissão plena em relação ao que está sendo questionado na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que tramita no Tribunal de Justiça e que coloca em dúvida o atual sistema de recolhimento de ICMS pelo critério da presunção.

O setor também pede aumento do teto de incentivos, que hoje está em 25% da receita; definição em relação à substituição tributária, com pedido de manutenção da carga praticada atualmente; revisão das multas acessórias consideradas excessivas; retorno do Refis durante o regime de transiçã; aumento do sublimite do Simples de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões; e crédito autorgado por segmento de empresas para que a carga tributária atual seja mantida no novo regime. 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • aaa | Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 10h17
    0
    1

    bom

Matéria(s) relacionada(s):

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

Adevair vai para PTB e quer ser vice

adevair cabral curtinha   O PTB, que hoje não tem um representante entre os 25 vereadores cuiabanos, vai abrigar dois parlamentares, o presidente da Câmara Municipal Misael Galvão, hoje no PSB, e o primeiro-secretário da Mesa, o tucano Adevair Cabral (foto). O curioso é que ambos chegam na legenda petebista...

7 contra reinstituição dos incentivos

valdir barranco curtinha   Como já esperado pelo governador Mauro, apesar da pressão de diversos segmentos, como do comércio, do agronegócio e da indústria, o projeto de lei complementar número 53, que trata da reinstituição dos incentivos fiscais, passou facilmente pelo crivo da Assembleia....

Irmão de ex-senador já sai do governo

wener santos curtinha   Durou apenas seis meses a permanência do ex-prefeito de Nova Marilândia (2013/2016), Wener dos Santos (foto), como secretário-adjunto de Cidades do Estado. Irmão do ex-senador Cidinho Santos, Wener foi exonerado no último dia 2. Pediu para deixar o governo Mauro. O salário não...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.