ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 10h:04 | Atualizado: 11/07/2019, 14h:48

Negociação

Comércio requer 11 alterações no projeto que reinstitui os incentivos fiscais em MT

Quinze deputados receberam ontem (10), na sede da Fecomércio, a contraproposta ao projeto de lei complementar que reinstitui os incentivos fiscais no Estado. A sugestão do setor de comércio visa diminuir os impactos do novo regime de tributação, cohecido como conta gráfica, caso passe a vigorar do jeito que foi apresentado inicialmente pelo Governo.

Assessoria

fecomercio

Empresários e 15 deputados debateram proposta do governo, que muda a tributação, durante reunião na Fecomércio

A comissão de representantes do setor do comércio reuniu os deputados e pediu o apoio dos parlamentares, especialmente do Grupo de Trabalho do Comércio da ALMT, sob a coordenação do deputado estadual Thiago Silva (MDB). Os deputados deverão apresentar substitutivo integral contemplando as sugestões  da indústria, agropecuária e energia.

Na contraproposta do comércio, a comissão pede o escalonamento do crédito outorgado para os diversos segmentos que compõem o comércio, possibilitando a manutenção da carga tributária atual. São 10 propostas do setor para a melhoria do PLC, o que permitirá a isonomia tributária e a possibilidade de crescimento das empresas.

O encaminhamento da contraproposta foi encaminhada à Secretaria de Fazenda (Sefaz). Para o presidente da Fecomércio, José Wenceslau de Souza Júnior, a contribuição do setor visa trazer um projeto de desenvolvimento econômico sustentável. “Se vier o aumento de impostos que o Governo está propondo, o comércio vai vender menos, vai haver demissões e quem vai pagar por esse aumento é o cidadão mato-grossense, o consumidor final, que já está muito fragilizado com o seu poder de compra reduzido”.

 A comissão é composta por 13 entidades, são elas: Fecomércio-MT, FCDL-MT, Facmat, Acomac-MT, Adimat, CDL Cuiabá, Sincofarma, Sincalco, SHRBS-MT, Sindcamaf, Sindióptica-MT e Sincad-MT.

Entre as propostas está a devolução de crédito de estoque definido no PLC, com prazo de devolução de oito meses; garantia de segurança jurídica; não atrelar à inadimplência o crédito já garantido; recolhimento do imposto no dia 20 do 2º mês subsequente à comercialização; garantia de remissão plena em relação ao que está sendo questionado na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que tramita no Tribunal de Justiça e que coloca em dúvida o atual sistema de recolhimento de ICMS pelo critério da presunção.

O setor também pede aumento do teto de incentivos, que hoje está em 25% da receita; definição em relação à substituição tributária, com pedido de manutenção da carga praticada atualmente; revisão das multas acessórias consideradas excessivas; retorno do Refis durante o regime de transiçã; aumento do sublimite do Simples de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões; e crédito autorgado por segmento de empresas para que a carga tributária atual seja mantida no novo regime. 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • aaa | Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 10h17
    0
    1

    bom

Matéria(s) relacionada(s):

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

Rosana reassume Sinop na quinta

gilson de oliveira 400 curtinha sinop   Pela segunda vez, o apresentador de TV Gilson de Oliveira (foto), do MDB, comanda temporariamente Sinop, a chamada capital do Nortão. A prefeita e empresária Rosana Martinelli saiu de licença não remunerada por 12 dias para cuidar de assuntos pessoais. Viajou aos Estados Unidos....

Vereador induzindo as pessoas ao erro

diego guimaraes curtinha 400   O vereador oposicionista pela Capital Diego Guimarães (foto), do PP, está induzindo a erro às pessoas. Mesmo o prefeito Emanuel já tenho anunciado que vetará a proposta da Câmara Municipal de aumentar o seu próprio salário, uma forma de criar o efeito cascata e...

Quitados atrasados da gestão Taques

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes comemora o fato de estar fechando os 10 primeiros meses de mandato já tendo conseguido, mesmo sob crise financeira e uma série de medidas austeras para equilibrar as contas públicas, regularizar todos os pagamentos aos municípios de 2018 empurrados para sua...

Tangará, os indecisos e PSL com Caio

caio 400 tangara da serra curtinha   Em Tangará da Serra, até agora ninguém sabe para onde vão alguns partidos, como PTB, PL (ex-PR), Pros e DC. Há uma chance de que estes, que outrora foram importantes na cidade, nem lancem candidatos a vereador, principalmente porque não possuem nomes suficientes para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.