ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Terça-Feira, 14 de Maio de 2019, 15h:38 | Atualizado: 14/05/2019, 15h:51

EM MT

Otimismo dos empresários do comércio retrai devido a condições pouco favoráveis

Reprodução

Fecom�rcio

Fecomércio acredita que otimismo se eleva assim que aprovada a Reforma da Previdência

O otimismo dos empresários do comércio em Cuiabá reduziu em abril. A expectativa trazida com a mudança de governo, tanto federal quanto estadual, ainda não reflete em aumento no consumo. Na apuração da Fecomércio, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) atingiu 134 pontos, o que é considerado positivo em uma escala de zero a 200 pontos, no entanto é a primeira vez em dois anos que retraiu, depois de uma sequência de crescimento de otimismo que perdura há oito meses.

O presidente da Fecomércio, Wenceslau Júnior, avalia que apesar da mudança de governo federal e estadual, na ponta, os efeitos ainda não estão sendo visíveis. “As vendas estão baixas, o movimento está pouco. Muito se diz que no Brasil o movimento melhora depois do Carnaval, mas não foi isso que aconteceu”.

Wenceslau pondera que um dos fatores que tem impactado nas vendas do comércio é o atraso no pagamento dos salários dos servidores do Estado. “Isso tem deixado os empresários desestimulados, e por isso, menos otimistas”.

O presidente da Fecomércio acredita que esse otimismo deverá se elevar novamente assim que for aprovada a Reforma da Previdência. “Existe muito investimento represado a espera de melhores condições para ser aplicados no Brasil. Enquanto não passar a Reforma da Previdência esses investimentos não retomarão”.

A opinião de Wencenslau não se compactua com a dos empresários da construção civil do Estado assim como a do presidente da Fiemt, Gustavo Oliveira, que nesta segunda, afirmou que o país não pode ficar congelado em detrimento da Reforma da Previdência.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Vander forte pela oposição em Tangará

vander masson curtinha   O nome mais forte hoje da oposição em Tangará da Serra, do ponto de vista da densidade eleitoral, é do empresário Vander Masson (foto), que ficou em terceiro lugar para prefeito em 2016 e, no pleito do ano passado, concorreu e perdeu para deputado federal. Filho do ex-prefeito e...

Prefeito de Tangará prepara sucessor

wesley torres curtinha tangara   Em Tangará da Serra, cidade pólo do Médio-Norte, o prefeito emedebista Fábio Junqueira, que está no segundo mandato, quer lançar à sucessão Wesley Torres (foto), diretor do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). Em...

Ex-tucano histórico agora reforça PSB

aparecido alves curtinha   O ex-deputado por alguns meses e ex-presidente do Intermat na época do Governo Dante, Aparecido Alves, o Cido (foto), se filiou neste sábado ao PSB, um mês depois de ter deixado os quadros do PSDB, do qual era considerado militante histórico, inclusive desde a década de 1990. Sua ficha...

França vira Plano B do PSB a prefeito

roberto franca curtinhas   O PSB, comandado no Estado pelo deputado Max Russi, tinha esperanças de lançar a prefeito de Cuiabá o hoje presidente da Câmara Municipal, vereador Misael Galvão. Mas frustrou-se. O próprio Misael, governista de carteirinha e já comprometido com o projeto de...

MM cancela visita para evitar grevistas

mauro mendes curtinha   Precavido, Mauro Mendes cancelou de última hora a presença no encontro do PSB neste sábado, no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá. É que em um outro auditório, mas dentro do mesmo hotel, acontecia, em paralelo, o encontro estadual do PT e com participação de...

TCE livra delator de pagar R$ 412 mil

junior mendon�a curtinha   O delator premiado e encrencado com a Justiça em vários processos Gércio Marcelino Mendonça Júnior, o Júnior Mendonça (foto), da Comercial Amazônia Petróleo, conseguiu perdão do TCE de R$ 412,5 mil, bem como de uma multa proporcional...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.