ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 15h:44 | Atualizado: 22/05/2019, 15h:50

Ferronorte e outras

Bancada de MT defende autorização para União desenvolver contratos ferroviários

Assessoria

Wellington Fagundes

Senador Wellington Fagundes em discurso na tribuna do Senado Federal, nesta semana

O senador Wellington Fagundes (PR), que preside a Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi),  aponta que a bancada mato-grossense apoiará o Projeto de Lei 261/18, que cria o processo de “autorização” por parte da União para desenvolver, de forma menos burocrática, contratos ferroviários. O comunicado foi feito ao ministro de Infraestrutura Tarcísio de Freitas, em audiência realizada ontem (21).

A medida está para análise da Comissão de Infraestrutura do Senado e, quando aprovada, permitirá à União agilizar o processo de desenvolvimento de importantes ferrovias para o escoamento da produção mato-grossense, como é o caso da Ferrogrão e da Ferronorte. Freitas agradeceu o empenho do republicano e dos parlamentares que integram a bancada do Estado.

Além de Wellington, estiveram na audiência o senador Jayme Campos (DEM) e os deputados Neri Geller (PP), coordenador da bancada de Mato Grosso no Congresso, e José Medeiros (Pode), vice-líder do Governo Jair Bolsonaro na Câmara. A reunião teve ainda a presença do presidente do Fórum Pró-Ferrovia, Francisco Vuolo.

“A autorização pode permitir maior agilidade no desfecho da Ferrogrão e na extensão da Ferronorte em direção a Cuiabá, e mais tarde em direção a Sorriso. Para nós, é muito importante que os senadores estejam sensíveis à questão”, acrescentou o gestor.

O processo de autorização é mais viável e ágil que o de concessões, para as ferrovias. E deve ser precedido de chamada ou anúncio públicos e, quando for o caso, de processo seletivo público. A necessidade de inclusão de ramal de conexão ou de acesso na faixa de domínio de administração ferroviária precedente não inviabiliza a outorga por autorização, no caso.

Além disso, a matéria tem como diretrizes principais “a promoção de desenvolvimento econômico e social, a expansão da rede e a modernização e atualização dos sistemas”, e busca otimizar toda nossa infraestrutura ferroviária, modernizar a gestão e estimular a concorrência inter e intramodal.

Extensão

Wellington defende a extensão da Ferronorte até Cuiabá, já que, atualmente, os trilhos do empreendimento – que liga Mato Grosso ao Porto de Santos, em São Paulo – se encontram em Rondonópolis, no Sul do Estado. Além da Ferronorte, o republicano defende a Ferrogrão, ligando Sinop a Miritituba, no Pará, e a Ferrovia de Integração do Centro Oeste (FICO), entre Água Boa e Campinorte, em Goiás, na extensão da Ferrovia Norte-Sul.

Para Francisco Vuolo, presidente do Fórum Pró-Ferrovia, “a vontade política de fazer a ferrovia avançar até a Capital e de Cuiabá subir ao norte do Estado (Lucas do Rio Verde) só engrandece o belíssimo trabalho feito pelo ministro e bancada”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Abicalil renova pedido e segue na AL

carlos abicalil curtinhas   O ex-deputado federal Carlos Abicalil (foto), ex-presidente do Sintep e com histórico de várias disputas eleitorais, sem êxito nas urnas, como de governador e de senador, renovou o pedido junto ao governo para continuar em desvio de função até junho de 2020. Ao invés de...

Praças terão espaço à inclusão social

emanuel pinheiro curtinha   Merece elogios a ideia do prefeito Emanuel Pinheiro (foto) de dotar todos os parques municipais de Cuiabá de equipamentos especiais para permitir diversão, entretenimento e atividades físicas a pessoas com deficiência. Isso mostra a preocupação do gestor com a inclusão...

DEM é fraco em Cuiabá há décadas

O DEM dos irmãos Júlio e Jayme Campos e agora do governador Mauro Mendes enfrenta resistência histórica na tricentenária Cuiabá. Fundado em 1985 como PFL, que absorveu dissidentes do velho PDS, o DEM hoje não possui uma cadeira entre as 25 na Câmara Municipal. Aliás, não elege vereador há três legislaturas. A última vez que o partido tentou disputa para prefeito da Capital foi em 2000 e, curiosamente, tendo...

Nininho, falta à sessão e justificativa

O deputado Ondanir Bortolini, o Nininho, contesta informação de que teria "amarelado" ao não comparecer à sessão ordinária da Assembleia, que resultou na aprovação da mensagem do governo sobre reinstituição dos incentivos fiscais, em primeira votação, pelo placar de 15 a 7. Em verdade, o parlamentar do PSD justificou oficialmente sua ausência. Explica que foi internado e, por orientação...

Efetivados irregularmente e recebendo

darci lovato curtinha   Entre os quase 100 servidores da Assembleia que já tiveram estabilidade funcional cassada pela Justiça em 1º grau por alguma irregularidade em documentos, estão ex-secretários municipais, colunista social, ex-policiais, radialista, ex-prefeito, ex-vereador e outros que já tentaram, sem...

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.