ECONOMIA E AGRO

Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 14h:42 | Atualizado: 21/07/2019, 08h:28

NOVA BANDEIRANTES

Família de Dallagnol tem terras em MT e recebeu R$ 37 mi do Incra, revela revista

Daniel Ferreira/Metrópoles

Deltan Dallagnol

O procurador da República Deltan Dallagnol, que motivou reportagem especial da Carta Capital, sobre terras em MT

A revista Carta Capital desta semana traz reportagem sobre propriedades da família do procurador da República Deltan Dallagnol em Mato Grosso. As fazendas ficam em Nova Bandeirantes (a 980 km de Cuiabá) e foram adquiridas durante a ditadura militar. O enredo ainda inclui a participação em conflitos de terra, desmatamento, loteamentos ilegais e o pagamento de indenizações milionárias por desapropriações pelo Incra em dezembro de 2016, durante o governo de Michel Temer (MDB).  As informações foram divulgadas pelo Diário do Centro do Mundo

Segundo a reportagem, no  início da década de 1980, Sabino Dallagnol, avô de Deltan, e os filhos adquiriram terras em Nova Bandeirantes. Naquele período, gaúchos e paranaenses foram estimulados a adquirir grandes extensões de terras na Amazônia Legal com preços módicos dentro da política de colonização promovida pela ditadura.

 Os pais de Deltan - Agenor e Vilse Salete Martinazzo Dallagnol - adquiriram terras em Nova Bandeirantes, mas continuaram no Paraná. Outros irmãos de Agenor, como Xavier Leonidas e Leonar, mudaram para o município onde vivem até hoje. O avô Sabino tornou-se nome de rua na cidade, endereço de uma corretora de imóveis da família.

Formado em Direito, assim como Agenor e depois Deltan, Xavier tornou-se o advogado dos negócios da família em Mato Grosso. Ele tem um escritório em Cuiabá, do qual é sócia a filha Ninagin Prestes, também advogada. Os filhos  também se tornaram donos de terras na região e  protagonizam  disputas  envolvendo  o Incra.

A gleba Japuranã

De acordo com a reportagem, a gleba Japuranã, em Nova Bandeirantes, é uma das regiões onde os Dallagnol têm terras. A família e outros proprietários ofereceram uma parte da área ao Incra, para receber sem-terra em regime de comodato, em meados dos anos 1990. Desde então, junto com  outros proprietários, brigam na Justiça por indenização.

A pendência judicial  também emperra a situação de quem vive nos 67 mil hectares da gleba. Atualmente, 425 famílias ainda lutam pela regularização de seus terrenos, cerca de metade dos moradores do local. Em dezembro de 2016, no primeiro ano do Governo Temer, Ninagin Dallagnol , a prima de Deltan,  recebeu R$ 17 milhões como indenização pela desapropriação de suas terras.

A indenização para Belchior Prestes, o irmão de Ninagin, foi de R$ 9,5 milhões. A mãe dos filhos de Xavier, Maria das Graças Prestes, recebeu um valor mais modesto, R$ 1,6 milhão. O próprio pai de Deltan, Agenor, foi indenizado na mesma liberação. Recebeu R$  8,8 milhões. No total, foram R$ 36,9 milhões pagos à família do chefe da Força Tarefa da Lava Jato.

Crimes

 Xavier e o irmão Leonar, conhecido  Tenente,  tios de Deltan, foram alvo de um inquérito em Nova Monte Verde, município próximo de Nova Bandeirantes, por loteamento ilegal de terras. Os dois foram beneficiados pela prescrição. Tenente chegou a receber o título de cidadão honorário de Nova Bandeirantes, oferecido pela Câmara Municipal diante de sua “bravura” e da condição de “ilustre colonizador” e “grande desbravador”. Tenente já foi acusado de invadir terras de outros proprietários no município, ao lado de personagens conhecidos como  Laerte de Tal, Pedro Doido e Nego Polaco.

Os dois irmãos, Xavier e Tenente,  ainda foram flagrados por desmatamento irregular. Tenente assinou um termo de ajustamento de conduta com o Ministério Público Estadual (MPE)  por degradação do meio ambiente em 2010. Xavier e a mulher, Maria das Graças, foram autuados pelo Ibama por desmatamento ilegal, ambos em 2017.

Como advogados, Xavier e a filha Ninagin atuam na defesa de grandes proprietários rurais envolvidos em grilagem, desmatamento e até trabalho escravo. “De Olho nos Ruralistas” contará essas e outras histórias nos próximos dias, em uma série sobre a família – em suas conexões com os temas agrários. As reportagens serão divulgadas, em primeira mão, no site de CartaCapital.

Deltan Dallagnol não quis se manifestar sobre o assunto, segundo a assessoria de imprensa do Ministério Público Federal  (MPF) no Paraná. Xavier Dallagnol, principal pivô das disputas em Mato Grosso, foi procurado em seu escritório, mas não atendeu aos pedidos de esclarecimento até o fechamento da edição de Carta Capital.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • paulo | Sábado, 20 de Julho de 2019, 12h54
    4
    3

    Agora temos de concordar com tudo que o MICUS faz e assim que deixemos o laranjal prosperar enquanto isso o MAIA comanda la em brasilia pois nao temos presidente mesmo e exente trabalho so se for na china

  • Critico | Sábado, 20 de Julho de 2019, 01h47
    10
    15

    Como a máfia é de alta periculosidade, procuram desesperadamente, destituir o brilhante trabalho do DELTAN DALANHOL, mas será impossível.

  • MARCOS | Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 20h33
    10
    17

    De fato, uma família de bem...ou seria de bens ? Com tantos esqueletos no armário..

  • Jonhatas Silveira Duarte | Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 19h30
    19
    18

    Essas publicações improcedentes, deveriam ser objetos de ressarcimentos aos nomes citados que figuram como denunciados, sem que hajam provas e tampouco pertinentes ao que a matéria tenta dar publicidade.

  • Bugre | Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 19h29
    20
    15

    Reportagem totalmente tendenciosa! Nota-se que foi escrita por algum peteba! Esse site gosta mesmo é de defender quem põe dinheiro no paletó e quem tá na pf em Curitiba!

  • Giancarlo | Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 19h28
    23
    14

    Com toda sinceridade que reportagem sem nexo, cada um responde pelos seus atos, o que o procurador da república fez de errado nessa história?? É falta de matéria para fazer??

  • CARLOS AUGUSTO DOS SANTOS FERRAZ | Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 18h09
    26
    18

    Chega ser ridículo! É sério que vocês se consideram JORNALISTA?

  • joana | Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 17h15
    24
    19

    e do filho do lula que trabalhava no zoologico e agora é milionario? não vão falar nada?

  • Rubens | Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 17h14
    3
    1

    Rubens, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Saulo | Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 16h58
    23
    17

    Revista comunista, o procurador não tem nada a ver com a família dele, ele tem cpf, só pq tá combatendo a petezada corrupta querem tentar debegrilo.Essa não cola.

Matéria(s) relacionada(s):

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

Arena fechada ao público por 3 dias

virginia mendes curtinha 400   Nos seis primeiros dias de portas abertas, a Arena Encantada, considerada o maior parque natalino que Mato Grosso já viu, recebeu quase 10 mil visitantes. Mas ficará três dias inacessível ao grande público. Na segunda (16), a Arena será exclusiva das milhares de crianças...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.