ECONOMIA E AGRO

Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 14h:03 | Atualizado: 19/06/2019, 11h:59

CPF NA NOTA

Governador reedita programa aplicado na Capital e lança Nota MT contra sonegação

Mayke Toscano

Mauro Mendes e Rog�rio Gallo

Governador Mauro Mendes e o secretário Rogério Gallo (Sefaz) fazem compras no fim da manhã, para testar o programa Nota MT, lançado hoje

População de Mato Grosso passa a poder incluir o CPF na nota fiscal no ato da compra. Na manhã desta segunda (17), o Governo lançou o programa Nota MT com o objetivo de fomentar o hábito entre a população. O governador Mauro Mendes (DEM) espera conseguir arrecadar mais impostos com a medida e dar mais transparência para transações comerciais.

“Nosso grande desejo com a Nota MT é fazer mais pessoas pagarem, o que pode trazer mais recursos, mas acima de tudo, promover mais justiça fiscal. Evitar que um dia o Estado não queira mais aumentar a tributação sobre o bolso do cidadão”, disse à imprensa durante lançamento do programa.

O Nota MT é uma reedição do programa Nota Cuiabana, que foi lançado por Mauro na época em que era prefeito de Cuiabá. O governador disse que o projeto "foi bastante exitoso nos primeiros meses", mas que houve um aumento na arrecadação por volta de 8% no primeiro ano. "Essa experiência [da nota], nós estamos trazendo para o Governo, que já foi implementada em vários estados brasileiros e em todos eles houve um resultado positivo".

O programa visa estimular o exercício da cidadania fiscal, incentiva a emissão de documentos fiscais e combate à sonegação. O cidadão que se inscrever poderá também consultar a nota fiscal em sua conta pessoal. Ao invés de ser restrita para Cuiabá, o Nota MT vai abranger todos os municípios de Mato Grosso.

O programa ainda dará prêmios de R$ 500 a R$ 10 mil aos participantes. As premiações serão sorteadas mensalmente. Em datas comemorativas, o valor pode chegar a R$ 50 mil. Os sorteios serão realizados com base na extração da loteria federal e a previsão é que até o final de 2019 sejam entregues mais de cinco mil prêmios.

O projeto pode ainda beneficiar entidades filantrópicas. Ao fazer o cadastro no site ou APP, o consumidor vai escolher uma entidade social que também será premiada, caso a pessoa seja sorteada. Será destinado para a entidade 20% do valor a ser recebido pelo contemplado e, até o início desta semana, cerca de 40 entidades de 16 municípios já haviam feito seus cadastros e se habilitaram a receber sua parte na premiação.

Segundo o secretário Fazenda Rogério Gallo, ainda não há estimativas do retorno que o programa pode dar. "Oscila muito de setores", comenta ao fazer referência que certas áreas tem maiores graus de formalidade, e outros não. Mas, para alguns setores, ele disse "podemos chegar a até R$ 100 milhões".

Gallo aponta que a Nota MT é uma ação de cidadania e educação fiscal que beneficia a todos. “Os resultados são bons para todas as partes. É bom para o cidadão porque ele concorre a prêmios e fica com o armazenamento de todas as suas informações fiscais. Também é bom para o comércio porque coíbe a concorrência desleal e bom para o Estado pois combate à sonegação fiscal e possibilita o aumento da arrecadação. E isso acaba voltando para o cidadão, com a melhoria dos serviços públicos”, disse.

Para concorrer, basta se cadastrar no site ou aplicativo da Nota MT e pedir o CPF na nota em todas as compras de mercadorias realizadas no Estado. Qualquer cidadão terá acesso automático as notas fiscais de cada compra que fizer.

Governador Mauro Mendes e Rogério Gallo fazem compras para testar programa:

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Cleber Ourives | Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 13h45
    0
    0

    É verdade que servidor público não pode participar? Gostaria de participar.

Filho de Taborelli assume vaga em VG

Willy taborelli _ curtinha400   O pai coronel Taborelli está fora de combate, mas o filho Willy (PSC), suplente de vereador, vai assumir cadeira na Câmara de VG a partir de 2 de março. Vai atuar na vaga do correligionário Miguel Baracat, que se licencia para fazer tratamento de saúde. O filho do polêmico...

Sem acordo para ter apoio de Selma

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, pré-candidato ao Senado, disse que, de fato, recebeu convite para se filiar ao Podemos, inclusive do deputado Medeiros, um de seus prováveis adversários nas urnas de abril, mas que segue firme no PDT. Destaca ser um admirador do senador...

Na expectativa para disputar Senado

nelson barbudo 400 curtinha   Se o TRE flexibilizar a data de filiação para quem quer concorrer ao Senado, na eleição suplementar de abril, a inflação de candidatos tende a ser ainda maior. Entrariam no páreo, além dos 10 que já se dizem pré-candidatos, o ex-governador Pedro...

Conflito armado entre Ulysses e Elizeu

ulysses moraes curtinha   Já está dando confusão no PSL/DC o acórdão feito entre os deputados estaduais Ulysses (foto) e Elizeu. O primeiro confidenciou a amigos que não pretende apoiar a possível candidatura de Elizeu ao Senado, na eleição suplementar, marcada para abril. A considerar...

Jornalistas lançam 1º Anuário Jurídico

antonielle_curtinhas   O site Ponto na Curva e o Animus Centro Empresarial lançam em maio o primeiro Anuário Jurídico de Mato Grosso. A publicação, que é inédita no Estado, é conduzida pelas jornalistas e advogadas Antonielle Costa (foto) e Débora Pinho. A ideia é dar destaque a...

Ao Senado e com apoio de Bolsonaro

jose medeiros 400 curtinha   Com o apoio garantido por Bolsonaro, José Medeiros dá um passo largo rumo ao Senado, já nesta fase de pré-campanha. Entusiasmado, ele marcou a convenção do Podemos para 12 de março. De um lado, o ex-senador e hoje federal entra no rol dos mais cotados por causa do peso do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.