ECONOMIA E AGRO

Terça-Feira, 19 de Junho de 2018, 16h:36 | Atualizado: 19/06/2018, 17h:47

PPP

Leilão de 5 aeroportos no Estado deve acontecer em dezembro, afirma secretário

Rodinei Crescêncio

Marcelo Duarte

Secretário de Infraestrutura e Logística Marcelo Duarte diz que leilão deve acontecer também na bolsa B3 de SP

O secretário de Infraestrutura e Logística do Estado, Marcelo Duarte, afirmou, na tarde desta terça (19), que o leilão para definir a empresa que irá gerir 5 aeroportos no Estado deve acontecer em dezembro. A concessão, que terá prazo de 30 anos, prevê que sejam investidos R$ 800 milhões em Mato Grosso.

A Parceria Público-Privada (PPP) dos aeroportos prevê que uma empresa seja contratada para gerir os aeroportos Marechal Rondon, em Várzea Grande, e os regionais de Rondonópolis, Sinop, Barra do Garças e Alta Floresta.

Na tarde desta terça, aconteceu a audiência pública para discutir questões sobre a concessão dos aeroportos. O secretário explica que a audiência pública é uma etapa importante para a concessão. Em seguida, o procedimento será encaminhado ao Tribunal de Contas da União (TCU), que poderá aprovar ou não o processo licitatório. “Sempre tem elemento de incerteza, mas o processo está andando bem”, disse.

Segundo o secretário, a expectativa inicial é de que o leilão dos aeroportos aconteça no fim do ano. “O procedimento deverá acontecer também na bolsa de valores de São Paulo, coroando uma proposta audaciosa do governador, que é fazer um lote só de aeroportos em Mato Grosso”, comentou.

“É uma proposta arrojada, audaciosa e por isso Mato Grosso está se envolvendo muito. É preciso dar esse apoio para garantir que os investidores tenham a segurança de que irão encontrar um estado próspero e que dará todas as condições para que tragam mais investidores para o Estado”, acrescentou.

O secretário explica que a concessão do aeroporto Marechal Rondon será de R$ 500 milhões. Em relação ao demais, somados, serão pouco mais de R$ 300 milhões. “A grande diferença no conceito desse programa diante do que era feito anteriormente é que, em vez de cobrar uma outorga, a empresa que ganhar o Marechal Rondon, por exemplo, terá que fazer investimentos de R$ 500 milhões no Estado”, disse.

Não é o objetivo desse programa a arrecadação de outorga e, sim, a geração de emprego, investimentos e desenvolvimento para Mato Grosso

Ele declarou que o valor correspondente à outorga dos aeroportos deverá ser de R$ 10 milhões. O restante deverá ser investido no Estado. “Ou seja, não é o objetivo desse programa a arrecadação de outorga e, sim, a geração de empregos, investimentos e desenvolvimento para Mato Grosso”.

De acordo com Marcelo, uma empresa francesa, que já arrematou dois aeroportos brasileiros, manifestou interesse no lote de Mato Grosso. “Há também outros investidores interessados. A gente está percebendo uma movimentação boa. É sinal de que o trabalho está sendo bem feito, que as informações estão sendo bem repassadas e que Mato Grosso é um Estado vitrine e com bons projetos”, disse.

Cobrança de taxas

O secretário negou que a concessão do aeroporto vá aumentar os valores de taxas cobradas de usuários nos aeroportos. “De maneira nenhuma o usuário terá qualquer oneração. Diferente de pedágios em rodovias, quando o aeroporto é concedido, não há nenhum efeito negativo, somente positivo para o usuário. No Brasil, temos exemplos fantásticos de PPPs em aeroportos. Todos que foram concedidos melhoraram muito”, comentou.

“Hoje as tarifas de embarque são reguladas pela ANAC. Então, a concessionária não poderá elevar as tarifas. O que acontece é que existe um lobby muito grande, notadamente da Infraero, que não quer que essas concessões aconteçam. Há setores da sociedade que também entendem que o Estado é o melhor gestor possível”.

“Nós acreditamos muito nessa Parceria-Público Privada. Acho que isso está na essência de uma gestão moderna, inovadora e que entende que o Estado, sozinho, não vai conseguir avançar”, completou.

O secretário explicou que a empresa que assumir a concessão do aeroporto irá se manter por meio de cobranças feitas no local. “[Irão obter recursos] Com as taxas de embarque, que continuarão sendo cobradas, com o aluguel do espaço do aeroporto-shopping, com a tarifa cobrada no estacionamento e com espaços publicitários. Isso tudo, somado, faz parte da receita da concessionária, por isso precisam de 30 anos para viabilizar os investimentos que serão feitos”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

Jovem prefeito à reeleição e os Maia

gustavo melo 400 curtinha   Em Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), o mais jovem dos 141 prefeitos mato-grossenses - completa 36 anos no próximo 26 de junho -, está disposto a buscar a reeleição pelo PSB. Mas carrega forte desgaste. O que traz certo conforto para Gustavo é o fato de Maia Neto, que comandou o...

Suposta delação tira sono de Alencar

alencar soares 400 curtinha   A notícia de que o STJ já teria homolagada delação de Sérgio Ricardo caiu como uma bomba. Mesmo depois do ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE vir a público desmenti-la, assegurando não ter motivos para fazer tal colaboração premiada, os efeitos...

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.