ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 09h:09 | Atualizado: 13/06/2019, 12h:07

10 dias de embargo

Mapa não vê risco e libera exportação de carne para China, diz deputado - vídeo

Rodinei Crescêncio

Coordenador da bancada federal Neri Geller

Neri Geller pondera que recebeu uma ligação de Tereza

Dez dias após suspender as exportações de carne bovina para a China, o ministério da Agricultura (Mapa) levantou hoje (13) o embargo, garantindo que a comercialização seja retomada. No começo deste mês, foi descoberta uma suspeita da incidência da doença conhecida por “Vaca Louca”, em Mato Grosso. Após comprovação de que se tratava de um caso atípico e isolado, e a comunicação ter sido feita de forma imediata pelas autoridades, o mercado volta à normalidade.

O anúncio foi feito de forma extraoficial pelo deputado e ex-ministro da Agricultura Neri Geller (PP), que, em vídeo, relata ter recebido uma ligação da ministra Tereza Cristina, nesta manhã para noticiar o fim do embargo - assista.

“Essa é uma boa notícia. O ministério da Agricultura agiu rápido, está de parabéns assim como o Indea de Mato Grosso e todos que se envolveram nesta discussão, pois mostrou a competência e a qualidade da defesa sanitária vegetal e animal do nosso querido Brasil”, disse o deputado, entusiasmado, no vídeo.

Em Mato Grosso, o embargo da carne bovina para a China provocou prejuízos médios de US$ 6,7 milhões durante os 10 dias. Isso porque a média de exportação mensal do Estado de carne bovina para a China é de US$ 20 milhões, valor que representa 22,8% das exportações mensais do Estado. Os dados são baseados no Relatório Semanal de Bovinos do Imea.

Às 12h01 - Em nota, Mapa confirma a suspensão

O ministério da Agricultura, em nota, ressalta que a China é o único país, entre os importadores do Brasil, que tem protocolo sanitário que exige a suspensão temporária das importações de carne quando detectado caso atípico de EEB. E que a ministra Tereza Cristina recebeu a notícia da reabertura do mercado chinês nesta madrugada. "A ministra reafirmou que vai continuar negociando um novo protocolo com as autoridades sanitárias chinesas".

Veja, abaixo, a nota

A China vai retomar as importações de carne bovina do Brasil que estavam suspensas desde o dia 3 de junho, por conta da notificação de caso atípico de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), detectado em Mato Grosso.

A China é o único país, entre os importadores do Brasil, que tem protocolo sanitário que exige a suspensão temporária das importações de carne quando detectado caso atípico de EEB. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, recebeu a notícia da reabertura do mercado chinês nesta madrugada. A ministra reafirmou que vai continuar negociando um novo protocolo com as autoridades sanitárias chinesas.

A doença foi constatada em uma vaca de corte, com idade de 17 anos. Todo o material de risco específico para EEB foi removido do animal durante o abate de emergência e incinerado no próprio matadouro. Outros produtos derivados do animal foram identificados, localizados e apreendidos preventivamente, não havendo ingresso de nenhum produto na cadeia alimentar humana ou de ruminantes. Não havia, portanto, risco para a população.

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) encerrou no último dia três, o pedido de informações complementares do Brasil sobre o caso, o que mostrou que não há risco sanitário. As exportações de carne bovina continuaram normalmente para os demais países.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

DEM consulta sobre regras ao Senado

julio campos 400 curtinha   Atendendo orientação da Nacional do DEM, na luta para ampliar bancada no Congresso, o diretório regional do partido vai apostar todas as fichas na disputa suplementar ao Senado. E, antes de avançar na definição de nome, o partido decidiu encaminhar consulta ao TSE para saber se...

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.