ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 18h:03 | Atualizado: 23/05/2019, 18h:12

INVESTIGAÇÃO NA AL

Margareth critica CPI da Sonegação e pede celeridade na cessão de novos incentivos

Assessoria

AEDIC

Margareth Buzetti (de cinza) lidera nova diretoria da Aedic, que tomou posse nesta quarta

A presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá (Aedic) Margareth Buzetti critica a atuação da Assembleia em relação à CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal, presidida pelo deputado Wilson Santos (PSDB). Para a empresária, a comissão tem causado desconfiança no setor econômico, provocando insegurança jurídica e afugentando investidores. A crítica de Margaretti reforçou o posicionamento feito pelo líder do Governo na Assembleia, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) fez contra a CPI.

“Como atrair investimentos para nosso Estado, se Assembleia abre uma CPI a cada ano para investigar os incentivos, trazendo insegurança jurídica e afugentando quem quer investir no Estado. Aqui não defendemos o errado, quem sonega ou não cumpre a sua parte. O servidor público acha que não tem RGA por causa dos incentivos”, avalia a empresária, que em 2018 foi pré-candidata à uma vaga do Senado, mas acabou recuando da disputa eleitoral.

Margaretti complementa que se “falta dinheiro para saúde acham que é só cortar os incentivos. Alguns que nunca deram um emprego na vida ficam falando que o problema do Estado são os incentivos. Aqui na iniciativa privada tudo é pra ontem, o Estado precisa com urgência ser mais ágil e eficiente”.

A empresária, que tomou posse nesta quarta (22) para o segundo mandato à frente da Aedic, aponta que é uma irresponsabilidade se utilizar de um tema complexo como a política de incentivos fiscais e fazer disso um discurso político de ataque.

Neste sentido, Margaretti aponta que o Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic), precisa ser esclarecido para a sociedade, e combater a demonização que fazem contra a política de incentivos.

“Outro aspecto é que precisamos de mais celeridade na análise dos pedidos para recebimento do Prodeic. Hoje, a empresa que solicita a inclusão no programa tem que esperar cerca de um ano para ter uma resposta. Para se ter ideia da importância do Prodeic para o setor industrial, no Distrito Industrial de Cuiabá temos cinco empresas que, juntas, tinham 400 funcionários, e depois que receberam o incentivo agora geram 1,6 mil empregos diretos”, relata.

Margaretti cita um estudo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) que aponta que para cada R$ 1 incentivado o retorno é de R$ 1,50. “Não se trata de renúncia fiscal, porque não renuncia o que não se tem. O incentivo fiscal é na verdade um investimento, que obtém retorno para o Estado, gera renda, emprego e impostos”.

Diretoria

A Aedic possui 90 associados dentre as 260 indústrias instaladas no Distrito Industrial de Cuiabá. A diretoria eleita para o biênio 2019/2020 é composta pela empresária Margareth Buzetti, como presidente, juntamente com Domingos Kennedy, 1º vice-presidente, Fernando Kuzai, 2º vice-presidente, Daniel Locatelli, 1º diretor secretario, Heitor Trentin, 2º diretor secretário, Roberto Santiago, 1º diretor tesoureiro, Leonor D. Decésaro, 2º diretor tesoureiro, Alessandro Drescheonor, 1º diretor social, Rodrigo Nogueira, 2º diretor social e no Conselho Fiscal: Aldo Locatelli, Francisco Antônio de Almeida e Cristiane Marques Caldeira.

A eleição foi realizada em 29 de março e a posse contou com a presença de autoridades como o ex-governador de Mato Grosso e ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi, do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, que representou o governador Mauro Mendes (DEM), o secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, e o secretário-adjunto de Indústria e Comércio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Celso Banazeski.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Nascimento | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 07h33
    0
    0

    EU CONCORDO COM ELA E AINDA DIGO QUE DEVERÍAMOS TER UMA POLÍTICA DE INCENTIVOS MAIS OUSADA COM RELAÇÃO A TRANSFORMAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS. HOJE EXPORTAMOS ALGODÃO IN NATURA, LEVAMOS TODOS OS EMPREGOS PARA A CHINA E DEPOIS COMPRAMOS TECIDO DE LÁ.

Matéria(s) relacionada(s):

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

Pivetta vai despachar em 2 gabinetes

otaviano pivetta 400 curtinha   O governador em exercício a partir desta quinta, empresário Otaviano Pivetta (foto), vai dividir o tempo no Palácio Paiaguás pelos próximos oito dias despachando em dois gabinetes. Ora sentará na cadeira do titular Mauro Mendes, que viajou numa comitiva para a Bolívia,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.