ECONOMIA E AGRO

Quarta-Feira, 14 de Agosto de 2019, 18h:20 | Atualizado: 14/08/2019, 18h:27

SEMA

Mauren defende projeto de licenciamento ambiental duramente repudiado por ONGs

Mayke Toscano

Mauren Lazzaretti

Mauren Lazzaretti, de Meio Ambiente, em coletiva à imprensa para falar do lançamento do sistema Imagens Planet

Apesar das organizações ambientais declararem que o relatório do deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) em relação ao projeto de lei do novo licenciamento ambiental ter transformado o licenciamento em regra e não em exceção, a secretária de Meio Ambiente do Estado (Sema) Mauren Lazzaretti defende que a flexibilização da licitação será adequada.

A secretária avalia que existe desconhecimento e distorção na interpretação do projeto. “Nenhum Estado defende que exista uma liberalização do licenciamento. O que nós pedimos e defendemos é que a legislação trate de forma distinta os empreendimentos e seus potenciais poluidores. Hoje a gente licencia da mesma forma empreendimentos de pequeno e de alto impacto. O que nós precisamos compreender é que esses empreendimentos precisam ser licenciados de forma distinta”.

Mauren defende que já existe maturidade suficiente dos órgãos licenciadores, sejam os federais, estaduais e municipais, para compreender que alguns licenciamentos exigem menos esforço e outros mais. Para a secretária, a flexibilização proposta no PL deve contemplar essa diferença.

“Alguns pontos da Lei podem ser polêmicos e gerar conflito de interesse. O cerne da legislação é trazer mecanismos diferentes. Adesão e compromisso para atividade de pequeno impacto e licenciamento com Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e licenciamento ambiental trifásico para aqueles que são de alto impacto. É isso o que defendemos, tratar de forma distinta aqueles que são distintos e não fazer flexibilização irresponsável, isso de fato, nenhum órgão estadual da Associação Brasileira dos Órgãos Estaduais de Meio Ambiente (Abema) defende”, aponta.

Entre as partes consideradas como “problemas graves” pelas 86 entidades que defendem o meio ambiente, e que subscreveram uma nota de repúdio contra o relatório de Kataguiri nesta terça (13),  está a possibilidade de adesão e compromisso que passa a ser regra para todos os empreendimentos com baixo impacto. Por outro lado, ficaram excluídos do relatório os impacto classificados como indiretos do licenciamento ambiental.

Outro ponto tratado pelo relator é a criação do autolicenciamento para ampliação e pavimentação de rodovias, inclusive na Amazônia, além da dispensa de licenciamento para atividades agropecuárias, sob a justificativa que o Cadastro Ambiental Rural (CAR) já funciona como autorização. O PL 3.729, que tramita na Câmara desde 2004, deverá ser votado ainda este mês. 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Do colapso a repasses regularizados

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) disse que, antes mesmo da posse como governador e a partir do resultado do PIB-MT de 2017, apontando um crescimento de 12,5% da economia, é que resolveu mergulhar nos números da administração pública para tentar entender tamanha questão paradoxal. Questionou...

O conselheiro de pretensos candidatos

blairo maggi 400 curtinha   Blairo Maggi, que seria imbatível se concorresse à suplementar ao Senado para a vaga de Selma, se transformou num espécie de conselheiro político de vários pretensos candidatos. Entre outros, já procuraram-no para conversar sobre este pleito fora de época figuras como...

Em saia-justa sobre corte na Unemat

adriano silva 400 curtinha   A comunidade acadêmica da Unemat esperava mais do seu ex-reitor e integrante do quadro docente, professor Adriano Silva (foto). O governador Mauro conseguiu na Justiça derrubar a vinculação de repasse financeiro a Unemat, o que representa, na prática, menos recursos para a...

DEM consulta sobre regras ao Senado

julio campos 400 curtinha   Atendendo orientação da Nacional do DEM, na luta para ampliar bancada no Congresso, o diretório regional do partido vai apostar todas as fichas na disputa suplementar ao Senado. E, antes de avançar na definição de nome, o partido decidiu encaminhar consulta ao TSE para saber se...

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.