ECONOMIA E AGRO

Sexta-Feira, 14 de Junho de 2019, 16h:08 | Atualizado: 14/06/2019, 16h:12

visita a mt

Ministro da infraestrutura aponta dois caminhos para ferrovia chegar até Cuiabá

Reprodução/Instagram

Tarc�sio Gomes e Mauro Mendes

Mauro Mendes e Tarcísio Gomes assinam termo com a Rumo para compartilhamento de câmeras de segurança

O ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes declarou, em visita a Rondonópolis nesta sexta (14), que vai trabalhar para viabilizar a chegada da Ferronorte até Cuiabá. A Rumo, concessionária da ferrovia que passa por Mato Grosso e Mato Grosso do Sul até São Paulo, já demonstrou interesse em criar um ramal até Cuiabá, o que tem sido avaliado de forma positiva pelo Executivo federal.

Tarcísio aponta que existem dois caminhos para que a ferrovia chegue até à Capital. A primeira é a concessionária mostrar a viabilidade de ter uma concessão autônoma ligando Rondonópolis a Cuiabá. O segundo caminho é com a simplificação da legislação, criando o regime de autorização no sistema jurídico.

“Aí fica melhor, porque havendo manifestação da concessionária, o Governo autoriza aquele trecho. O projeto está andando bem no Congresso e, com isso, nosso modelo começa a se aproximar do norte americano. O interessado toma o risco de engenharia e faz a ferrovia. A grande vantagem será a perpetuidade do ativo. Isso traz uma percepção de segurança jurídica muito grande para o investidor, porque não tem a questão da reversibilidade do bem”, explica.

O ministro argumenta que no atual sistema de concessão, o investidor precisa devolver o bem ao Estado depois que passa o período de amortização, que é quando se detêm os direitos de exploração econômica do modal. “O investidor passa a ter liberdade maior no que diz respeito à regulação de tarifa e também a perpetuidade do bem. Já a tarifa tem que ser regulada pelo próprio mercado. O que o ministério da infraestutura tem que fazer é dar oferta. Quanto mais oferta, menor tarifa e o preço do frete vai abaixando”.

Pelo termor de ter que devolver o modal à União, a Rumo negocia com o Governo Federal a antecipação da outorga da malha Paulista, na qual desemboca a Ferronorte, para garantir a ampliação na ordem de R$ 7 bilhões, e ampliar de 35 milhões para 70 milhões de toneladas a capacidade de transporte.

Sem ampliar a capacidade de carga, a malha Paulista não conseguirá escoar o volume a ser produzido nos próximos anos em Mato Grosso, e demais Estados do Centro-Oeste, que precisará ser escoado pela região Sudeste, principalmente, rumo ao porto de Santos (SP). Além de logística, também existe a necessidade de segurança jurídica para a Rumo.

Se a empresa investir os R$ 7 bilhões na ampliação da malha Paulista e ao encerrar sua concessão daqui a 10 anos, tiver que entregar a ferrovia à União, terá prejuízos bilionários. Caso o Tribunal de Contas da União (TCU) autorize a antecipação da concessão ainda este mês, como previsto pelo ministro Tarcísio, a Rumo terá maior garantia de que poderá explorar financeiramente a malha ferroviária por pelo menos 35 anos, fator que  garantirá a ampliação da ferrovia em São Paulo mais a construção do trecho até Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Francisco Antonio de Almeida | Sábado, 15 de Junho de 2019, 16h41
    2
    7

    É inviável financeiramente ferrovia em Cuiabá. Aqui não tem produção, transportar o que?

  • paulo roberto | Sexta-Feira, 14 de Junho de 2019, 19h43
    2
    4

    Essa conversa de ferrovia do ministro é estória prá boi dormir....E píor é que tem gente que acredita.....kkkkkk

Arco de alianças define vice de Eliene

eliene liberato 400 curtinha   A professora e vice-prefeita de Cáceres, Eliene Liberato (foto), pré-candidata do PSB à sucessão municipal, disse que a definição do nome para vice de sua chapa só sairá na pré-convenção. Até lá, o amplo arco de alianças...

Pesquisa derruba discurso de Jayme

jayme campos 400 curtinha   O resultado da pesquisa Analisando, que traz Emanuelzinho com boa vantagem nas intenções de voto sobre todos os pré-candidatos a prefeito de Várzea Grande, está provocando uma reviravolta nos bastidores. Os dados vieram a público nesta quinta, em publicação no...

Tucano dá título a Bolsonaro em Sinop

dilmair callegaro 400 curtinha   O presidente Jair Bolsonaro, que comanda o país desde janeiro do ano passado, irá receber o título de Cidadão Sinopense, mesmo sem previsão de pisar os pés, por enquanto, ao município considerado Capital do Nortão. A homenagem partiu do vereador do PSDB Dilmair...

Ação pró-Thiago, mas Luizão resiste

carlos bezerra 400   Com uma pesquisa debaixo do braço, cujo resultado traz Thiago Silva na dianteira na corrida à Prefeitura de Rondonópolis, inclusive na frente do prefeito Zé do Pátio (SD), o MDB de Carlos Bezerra (foto) tenta convencer o empresário Luizão (PRB) a recuar para apoiar o...

Padrinho político de Fabio a prefeito

mauro mendes 400 curtinha   Após se reunir com o governador Mauro Mendes (foto) na sexta (14), o suplente de senador Fabio Garcia, presidente regional do DEM, deve oficializar sua pré-candidatura à Prefeitura de Cuiabá. Fabinho quer discutir com Mauro, que é seu padrinho político, o arco de aliança e...

4 ex-prefeitos se juntam em Chapada

gilberto mello 400 curtinha   Considerado nome mais forte da oposição, Gilberto Mello (foto), do PL, lançou sua pré-candidatura à sucessão em Chapada dos Guimarães com apoio de nada menos que três ex-prefeitos, fora ele próprio, que administrou o município entre 2005 e 2008....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.