ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Sexta-Feira, 13 de Abril de 2018, 10h:37 | Atualizado: 13/04/2018, 16h:50

PECUÁRIA

MT prepara alternativa para coletar dados do rebanho após vacinação, afirma Indea

Após a retirada da vacinação contra a febre aftosa no rebanho de Mato Grosso, prevista para começar no ano que vem e prosseguir até 2021, o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) pretende realizar campanhas de "atualização de estoques" do rebanho entre os pecuaristas.

rebanho vacinação

Indea quer realizar campanhas de atualização de estoques do rebanho entre pecuaristas

Atualmente, é por meio da declaração de vacinação, entregue pelos criadores a órgãos oficiais, que os governos estaduais e federal conseguem projetar o tamanho dos rebanhos. Sem a campanha da aftosa, a coleta de dados ficaria dificultada.

"Fizemos uma atualização da legislação sanitária. Editamos um decreto em 2017 prevendo que, a partir do momento da retirada da vacinação, as campanhas passarão a ser de 'atualização de estoques', e não mais de imunização do rebanho (como ocorre agora)", disse a presidente do Indea-MT, Daniella Bueno, ao Broadcast Agro (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado). Ela explica que produtores terão de comparecer aos escritórios do Indea duas vezes ao ano, para declarar seu rebanho, por quantidade e sexo.

O instituto vai fiscalizar essas declarações por amostragem, da mesma forma como é feito hoje nas campanhas de vacinação. Em 2017, os abates em Mato Grosso cresceram cerca de 5%, para 4,6 milhões de cabeças.

"Tivemos uma recuperação bem nítida no segundo semestre. O mercado primeiro se retraiu com o anúncio da Carne Fraca, mas depois ficou claro que a questão não era sanitária, provamos que a sanidade do rebanho continuava intacta", diz. Daniella Bueno evita fazer projeções sobre este ano, mas afirma que a perspectiva para 2018 é de crescimento do rebanho estadual, em razão do menor abate de fêmeas no ano passado.

O Brasil deve ser reconhecido país livre de aftosa com vacinação no próximo dia 20 de maio, durante a Assembleia-Geral da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), da qual o presidente Michel Temer deve participar. A partir daí, o governo deve dar sequência ao plano de retirada total da vacina no País, com o objetivo de ampliar mercados internacionais para a carne bovina brasileira.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Selma sob risco de ganhar e não levar

selma arruda curtinha   Uma das grandes surpresas nas urnas de MT, a juíza aposentada Selma Arruda (PSL), eleita senadora na 1ª vaga, ao alcançar 678.542 votos, ainda vai ter muita dor de cabeça até o fim da investigação em que é acusada de abuso de poder econômico, através de caixa...

Deputado culpa Emanuel pela derrota

valtenir pereira curtinhas   Valtenir Pereira (foto), do MDB, tem culpado, em parte, pela derrota nas urnas pelo quarto mandato, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro, do mesmo partido. Em privado, reclama que o prefeito, que recebeu o seu apoio para chegar ao Palácio Alencastro em 2016, lhe passou as pernas, pois havia se comprometido em...

Eraí paga R$ 1 mi de dívidas de Taques

erai maggi   O empresário Alan Malouf revelou, em delação no STF, que em meados de 2016, já no segundo ano do Governo Taques, o rei da soja Eraí Maggi (foto), do Grupo Bom Futuro, lhe pagou R$ 1 milhão, inclusive em espécie. Segundo Alan, o pagamento serviu para abater o débito de parte de um...

Modesto embolsa R$ 300 mil de extra

julio modesto curtinhas   Não foi somente Paulo Brustolin, que recebera salário extra milionário para comandar a pasta de Fazenda do Governo Taques, totalizando R$ 1,4 milhão (R$ 500 mil de "luva" e mais R$ 80 mil mensais entre janeiro e dezembro de 2015). Segundo o delator Alan Malouf, um grupo de empresários,...

Mais de R$ 1 milhão só de salário extra

paulo brustolin sefaz curtinhas   Em delação homologada no Supremo em janeiro deste ano, o empresário Alan Malouf conta que o executivo Paulo Brustolin (foto), numa negociação chancelada pelo governador Taques, recebeu R$ 500 mil a título de "luva" para assumir o cargo de secretário estadual de...

Vice migra para PP e deve ir a prefeito

ubaldo barros curtinha   O vice-prefeito de Rondonópolis, professor universitário e empresário Ubaldo de Barros (foto), só esperou o resultado das urnas para migrar de partido. Trocou o PSL pelo PP, que terá uma cadeira na Câmara, com Neri Geller, e outra na Assembleia, com Paulo Araújo. Embora...

Pivetta atuará como gestor do Núcleo

otaviano pivetta curtinhas   Com carimbo de bom gestor que ajudou Lucas do Rio Verde, enquanto prefeito por 3 mandatos, a ganhar o topo nacional em referências, como de IDH e de educação, o empresário e vice-governador eleito Otaviano Pivetta (foto), do PDT, não vai assumir secretaria na gestão Mauro. Mas...

Distante e com maior votação em ROO

adilton sachetti curtinha   Embora distanciado de Rondonópolis - vive mais em Cuiabá -, o deputado federal e sojicultor Adilton Sachetti conquistou uma votação histórica ao Senado no município. Dos 333.082 obtidos nas urnas, 61.397 vieram da cidade onde ele foi prefeito e depois perdeu a...

Respaldo dá a Taques a maior votação

thelma de oliveira curtinha   Diferente de Rondonópolis, onde o apoio e empenho do prefeito Pátio contribuiu para tirar voto de Taques, em Chapada dos Guimarães, a prefeita Thelma de Oliveira conseguiu entregar o que prometeu de votos. Ela teve uma participação importante na boa votação do governador...

MAIS LIDAS