ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Terça-Feira, 14 de Maio de 2019, 15h:38 | Atualizado: 14/05/2019, 15h:51

EM MT

Otimismo dos empresários do comércio retrai devido a condições pouco favoráveis

Reprodução

Fecom�rcio

Fecomércio acredita que otimismo se eleva assim que aprovada a Reforma da Previdência

O otimismo dos empresários do comércio em Cuiabá reduziu em abril. A expectativa trazida com a mudança de governo, tanto federal quanto estadual, ainda não reflete em aumento no consumo. Na apuração da Fecomércio, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) atingiu 134 pontos, o que é considerado positivo em uma escala de zero a 200 pontos, no entanto é a primeira vez em dois anos que retraiu, depois de uma sequência de crescimento de otimismo que perdura há oito meses.

O presidente da Fecomércio, Wenceslau Júnior, avalia que apesar da mudança de governo federal e estadual, na ponta, os efeitos ainda não estão sendo visíveis. “As vendas estão baixas, o movimento está pouco. Muito se diz que no Brasil o movimento melhora depois do Carnaval, mas não foi isso que aconteceu”.

Wenceslau pondera que um dos fatores que tem impactado nas vendas do comércio é o atraso no pagamento dos salários dos servidores do Estado. “Isso tem deixado os empresários desestimulados, e por isso, menos otimistas”.

O presidente da Fecomércio acredita que esse otimismo deverá se elevar novamente assim que for aprovada a Reforma da Previdência. “Existe muito investimento represado a espera de melhores condições para ser aplicados no Brasil. Enquanto não passar a Reforma da Previdência esses investimentos não retomarão”.

A opinião de Wencenslau não se compactua com a dos empresários da construção civil do Estado assim como a do presidente da Fiemt, Gustavo Oliveira, que nesta segunda, afirmou que o país não pode ficar congelado em detrimento da Reforma da Previdência.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

DEM é fraco em Cuiabá há décadas

O DEM dos irmãos Júlio e Jayme Campos e agora do governador Mauro Mendes enfrenta resistência histórica na tricentenária Cuiabá. Fundado em 1985 como PFL, que absorveu dissidentes do velho PDS, o DEM hoje não possui uma cadeira entre as 25 na Câmara Municipal. Aliás, não elege vereador há três legislaturas. A última vez que o partido tentou disputa para prefeito da Capital foi em 2000 e, curiosamente, tendo...

Nininho, falta à sessão e justificativa

O deputado Ondanir Bortolini, o Nininho, contesta informação de que teria "amarelado" ao não comparecer à sessão ordinária da Assembleia, que resultou na aprovação da mensagem do governo sobre reinstituição dos incentivos fiscais, em primeira votação, pelo placar de 15 a 7. Em verdade, o parlamentar do PSD justificou oficialmente sua ausência. Explica que foi internado e, por orientação...

Efetivados irregularmente e recebendo

darci lovato curtinha   Entre os quase 100 servidores da Assembleia que já tiveram estabilidade funcional cassada pela Justiça em 1º grau por alguma irregularidade em documentos, estão ex-secretários municipais, colunista social, ex-policiais, radialista, ex-prefeito, ex-vereador e outros que já tentaram, sem...

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.