ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Quarta-Feira, 10 de Julho de 2019, 13h:50 | Atualizado: 10/07/2019, 13h:55

debate na al

Pescadores se sentem ameaçados por projeto que quer proibir pesca por 5 anos

SecomVG

Belmiro Lopes de Miranda

O presidente da Federação dos Pescadores Belmiro de Miranda faz crítica a legislação proposta pelo Poder Executivo

Pescadores se sentem ameaçados com projeto de lei de autoria do Poder Executivo, que tramita na Assembleia e que cria a Cota Zero, que visa proibir o transporte de peixes nativos dos rios mato-grossenses pelos próximos cinco anos. O projeto em tramitação na Assembleia é uma reedição de proposta feita pela deputada Janaina Riva (MDB) em 2018, mas que foi retirado pela parlamentar. Dessa vez, o deputado Elizeu Nascimento (DC) apresentou substitutivo ao projeto e aguarda apreciação do plenário, que precisa aprovar por maioria.

Para o deputado Elizeu Nascimento (DC) ao invés de se retirar o direito de pesca, o ideal é investir em fiscalização e repovoamento dos rios. No substitutivo, a ser apreciado, o parlamentar sugere que 35% da arrecadação sobre as multas geradas pela pesca irregular sejam destinadas para aquisição de alevinos para repovoar os rios, mais 35% para capacitação dos servidores da Sema, compra de equipamentos para aumentar a fiscalização e 20% para o Batalhão da Polícia Militar de Proteção Ambiental para a comprar equipamentos que ajudem na fiscalização.

Na avaliação de Belmiro Lopes de Miranda, que é presidente da Federação dos Pescadores do Estado, o ponto crítico na legislação proposta pelo Poder Executivo é a proibição para o transporte de peixes pescados nos rios do Estado. “No projeto enviado pelo governador não ficou claro se a proibição é apenas aos amadores ou também aos profissionais”.

Karen Malagoli

Elizeu Nascimento

Elizeu Nascimento durante audiência pública para debater proposta em tramitação na AL

Em Mato Grosso, cerca de 10 mil pescadores profissionais retiram seu sustento da pesca. Estimativas da Federação de Pescadores é de que entre os que estão em atividade e os inativos, a quantidade chega a 13 mil trabalhadores. Caso a proibição do transporte de pescado atinja aos profissionais, outra preocupação que ronda o setor é como ficarão os pescadores sem poder exercer atividade.

“Somos favoráveis a preservação dos rios, mas se o Governo quer fazer isso, porque não retira os esgotos que caem nos rios, porque não proíbe grandes lavouras de jogar agrotóxico às margens dos rios, porque não retira as dragas?”, questiona Belmiro. O pescador defende ainda que outro meio para preservar os peixes é qualificando os pescadores para que realizem a atividade de forma consciente e que a concessão da carteira para profissionais seja mais criteriosa e dificultada para impedir que qualquer pessoa consiga fazer a carteirinha, pagando apenas R$ 30.

O pescador amador Diego Lima, 35 anos, também critica o projeto. Diego pesca há 18 anos, geralmente uma vez por mês. Ele defende que amadores possam realizar a atividade de pesca seguindo os atuais padrões já definidos em lei, como a possibilidade de transportar 5kg de peixe.

“Realmente existe escassez de peixe no rio, mas não é o pescador o culpado. Se acabar a pesca amadora, muitas cidades serão impactadas, já que essa atividade gera emprego e renda, movimenta diversos setores”, destaca. Diego concorda que outros meios seriam mais eficientes para preservar os peixes do que impedir a pesca, e que uma saída é eliminar o despejo de esgoto in natura.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Jão Barra do Garças | Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 17h57
    0
    0

    a melhor coisa que vão fazer, PROIBIR A PESCA AKI NO ARAGUAIA NÃO TEM NEM MANDI MAIS

  • marta | Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 09h00
    1
    0

    eu não pesco então por mim pode proibir, em santo antonio de leverger e rio abaixo tem muitos predadores, que são moradores da regiao mesmo, querem ganhar dinheiro facil, por isso em leverger e rio abaixo muito estão só na pesca por que não querem trabalhar, não sabem pegar nem em foice, tem um pessoal ali preguiça.

  • Marlan | Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 08h40
    4
    0

    Não precisa desse monte de leis sobre pesca...Basta apenas tornar a pesca predatória um crime inafiançável, sobretudo, durante o período de defeso (piracema) com pena de prisão a quem infringir a lei. E dotar os órgãos de fiscalização dos recursos administrativos, operacionais e humano para que possam efetivamente fiscalizar. Fora disso é só politicagem..

  • Mário Cesar Bach | Quarta-Feira, 10 de Julho de 2019, 14h58
    1
    2

    Muito mais sábio liberar a caça do jacaré no pantanal a essa proibição de pescar por 5 anos. Só interesses próprios...

Matéria(s) relacionada(s):

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

Adevair vai para PTB e quer ser vice

adevair cabral curtinha   O PTB, que hoje não tem um representante entre os 25 vereadores cuiabanos, vai abrigar dois parlamentares, o presidente da Câmara Municipal Misael Galvão, hoje no PSB, e o primeiro-secretário da Mesa, o tucano Adevair Cabral (foto). O curioso é que ambos chegam na legenda petebista...

7 contra reinstituição dos incentivos

valdir barranco curtinha   Como já esperado pelo governador Mauro, apesar da pressão de diversos segmentos, como do comércio, do agronegócio e da indústria, o projeto de lei complementar número 53, que trata da reinstituição dos incentivos fiscais, passou facilmente pelo crivo da Assembleia....

Irmão de ex-senador já sai do governo

wener santos curtinha   Durou apenas seis meses a permanência do ex-prefeito de Nova Marilândia (2013/2016), Wener dos Santos (foto), como secretário-adjunto de Cidades do Estado. Irmão do ex-senador Cidinho Santos, Wener foi exonerado no último dia 2. Pediu para deixar o governo Mauro. O salário não...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.