ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Quinta-Feira, 11 de Abril de 2019, 10h:27 | Atualizado: 11/04/2019, 10h:45

Polêmica

Presidente da Aprosoja cobra a revisão sobre destinação dos recursos do Fethab

O presidente da Aprosoja-MT Antonio Galvan voltou a cobrar a destinação correta dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), durante a feira Parecis Super Agro, em Campo Novo do Parecis,  nesta quarta (10). De acordo com ele, os produtores entendem que as áreas para as quais serão destinados 60% dos recursos do “Novo Fethab” são prioritárias, no entanto, há outras fontes de arrecadação específicas para essa finalidade.

Rodinei Crescêncio

Antonio Galvan

Antonio Galvan diz que, ao longo dos anos, o que se vê é a falta de gestão eficaz na aplicação dos recursos em MT

Diante de um público composto por produtores rurais, empresários e representantes de outras entidades do setor, Galvan reforça que a alteração na lei do Fethab – publicada em janeiro deste ano -, impacta de forma negativa o setor, já que apenas 30% dos recursos do Fundo serão utilizados para a destinação de origem. Ou seja, criado pela lei nº 7263/2000, o Fethab sempre teve como objetivo central o financiamento de planejamento, execução, acompanhamento e avaliação de obras e serviços de transportes e habitação.

 “São importantes as outras áreas? São. Não temos dúvidas disso. No entanto, ao longo dos anos, o que se vê é a falta de gestão eficaz na aplicação dos recursos, é isso que cobramos e vamos continuar o enfrentamento. O descontentamento é grande em todo o segmento. Passamos meses discutindo e tentando evitar que isso acontecesse, pois o setor já contribui e não estamos cobrando nada além do que é de direito”, disse Galvan.

O presidente elencou algumas rodovias estaduais que são de extrema importância para interligar os municípios daquela região e estão em condições precárias. Muitas fazem parte de relatórios feitos pela entidade por meio do Movimento Pró-Logística, que realiza anualmente o Estradeiro, fazendo um raio-x das vias. Segundo ele, além disso, há questões como a inviabilidade da produção de milho, por conta do Fethab. “Uma cultura na qual o produtor já tem margem negativa, com a cobrança do Fethab ficou ainda mais crítico. Precisamos retomar essa discussão ou a produção agrícola do Estado será toda comprometida”, disse.

Reclamou ainda do desgaste com o projeto que retira mais 10% de infraestrutura e logística, que fazem parte do MT Par, para colocar em outra área. A proposta já foi aprovada pelo Legislativo. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Governo liquida toda folha de março

luciana rosa 190 curtinha tesouro   A secretaria de Fazenda creditou neste sábado o pagamento de março dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 7,5 mil para quem tem conta no BB. Já para aqueles com conta em outros bancos, a liberação será na segunda (22). Segundo a...

Delator afirma não ter promissórias

silval barbosa curtinha   As tais notas promissórias que o STF alegou não ter encontrado nos autos do processo, pelo visto, não vão aparecer. O próprio delator, ex-governador Silval Barbosa (foto), que confessou esquemas criminosos dentro de sua gestão, disse que jamais prometeu apresentar esses...

Ex-prefeito de Chapada agora na AL

gilberto mello chapada curtinha   Após duas tentativas frustradas de retorno ao comando da Prefeitura de Chapada, em 2012 e 2016, o ex-prefeito e pecuarista Gilberto Schwartz de Mello (foto) agora atua como assessor-adjunto da Primeira-Secretaria da Assembleia Legislativa. Tem salário de R$ 5,6 mil. Ele arrumou o cargo comissionado...

Projetos irregulares e ressarcimento

leandro carvalho curtinhas   Alguns proponentes da época de Leandro Carvalho (foto) como secretário estadual de Cultura, no Governo Taques, estão sendo obrigados a devolver ao erário o que receberam de ajuda financeira porque simplesmente não prestaram contas. Marcos Aurélio Oliveira da Silva é um...

Servidores do Judiciário ganham RGA

carlos alberto curtinha   Os servidores do Judiciário, sob Carlos Alberto (foto), assim como nos outros anos, receberam a sua Revisão Geral Anual. Neste ano, têm direito a 3,43% a título de reajuste, índice calculado com base na inflação. De um certo modo, trata-se de uma categoria de um Poder...

Presidente vê quebra de paradigma

misael galvao curtinha   Misael Galvão (foto) disse que nestes primeiros 90 dias como presidente da Câmara da Capital tem tomado decisões que representam quebra de paradigma e que terão reflexos positivos junto à população cuiabana daqui a dois meses. Enfatiza a questão da transparência,...

MAIS LIDAS