ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 09h:24 | Atualizado: 19/07/2019, 14h:25

FETHAB MILHO

Presidente rebate secretário e critica falta de conhecimento e irresponsabilidade

O presidente da Aprosoja, Antônio Galvan, classifica como irresponsável a declaração do chefe da Casa Civil Mauro Carvalho sobre a arrecadação do Fethab Milho. Isso porque, em entrevista à Rádio Sorriso, no programa Voz do Povo, transmitido ao vivo na tarde dessa quarta (17), afirmou que o valor pagou é insignificante para os produtores.  Neste ano, o valor deve ultrapassar os R$ 200 milhões, segundo estimativa da entidade ruralista.

Rodinei Crescêncio

Aprosoja Galvan

Presidente Antônio Galvan reforça que os produtores já venderam mais da metade da safra

“Essa afirmação foi uma  irresponsabilidade pelo cargo que ocupa e demonstra a  falta de conhecimento da atividade. Se o produtor tem mais de metade da safra comercializada, não se beneficia do bom momento que a agricultura, principalmente o milho vive. Precisa ser melhor assessorado para entender o setor produtivo rural”, disse Galvan ao .

O Fethab Milho foi aprovado pela Assembleia em janeiro quando a saca custava R$ 17 e o aumento foi de R$ 50. Hoje, está sendo comercializada pelo preço médio de R$ 24.

Esse foi o argumento usado por Mauro Carvalho para falar sobre a “insignificância” do pagamento para os produtores do Estado.

  “Quem não vendeu o milho está vivendo um bom momento, mas no comércio de grão, você vende boa parte antecipadamente e a maioria dos produtores, vendeu abaixo de R$ 20. O governo acha que setor está num bom momento porque o mercado paga um pouco mais, mas não entende que o produtor tem pouco produto em mão para poder aproveitar esse preço de agora”, completou Galvan.

O ruralista também reclama que em maio, quando a Aprosoja promoveu o movimento MT Forte, solicitou ao Governo do Estado, a extinção do Fetab Milho e outros cinco quesitos. Entretanto, revela a frustração de não ter sido atendida em nenhuma reivindicação. O assunto foi debatido em audiência pública na Assembleia nesta semana e a pauta do setor foi reafirmada

“Aguardamos que o governo abra o diálogo. Não dialogou com a classe. Colocou o valor do Fethab Milho, enviou para Assembleia e foi aprovado. Não fez gestão como prometeu na campanha. O enxugamento da máquina e cota de sacrifício dos Poderes não aconteceu”, reclama.

Além disso, Galvan teme os efeitos do Projeto de Lei Complementar (PLC) 53 de 2019, que reinstitui os incentivos fiscais, aprovado em primeira votação na Assembleia. Em sua opinião, aumento de impostos será prejudicial à população.

“Não adianta aumentar impostos escorchantes, promover aumentos de impostos ridículos e penalizar a população que já sofre com o desemprego. A carga tributária será repassada para população”, concluiu.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Fábio tenta tirar aliados do prefeito EP

fabio garcia 400 curtinha   Fábio Garcia (foto), presidente do DEM-MT, começou um movimento forte de bastidores para tentar tirar partidos que hoje estão no arco de alianças do prefeito Emanuel (MDB), mesmo o futuro do Democratas na disputa majoritária em Cuiabá ainda sendo uma incógnita. De forma...

Licitação irregular em Alto Araguaia

gustavo de melo 400 curtinha   O conselheiro-subtituto do TCE, Luiz Carlos Pereira, determinou que o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), suspenda de imediato, devido a apontamento de irregularidades, uma licitação para contratar por R$ 2,9 milhões uma empresa com vistas a executar obras de asfaltamento tipo TSD...

Mutirão fiscal prorrogado na Capital

Emanuel Pinheiro curtinha   Levando em consideração o grande número de contribuintes interessados em negociar dívidas com o município, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu prorrogar o Mutirão de Conciliação Fiscal até 30 de agosto. Os atendimentos foram retomados na terça...

6 deputados podem tentar prefeitura

silvio favero curtinha   Pelo menos seis deputados estaduais ensaiam candidatura à prefeitura. Eles nada têm a perder, pois a legislação não exige renúncia do mandato no Legislativo para disputar vaga no Executivo.  Sílvio Fávero (foto) deve concorrer em Lucas do Rio Verde, numa...

Munhoz agora é adjunto na Sinfra

 Mauricio Munhoz-curtinha-400   O governador Mauro Mendes nomeou o economista e escritor Maurício Munhoz (foto) como secretário adjunto de Gestão e Planejamento da Sinfra, pasta comandada por Marcelo Padeiro. Filiado ao PSD, é representante da Fundação Espaço Democrático em MT, que...

Contribuição com óculos às crianças

virginia mendes 400   Após lançamento de campanhas sociais, como o Aconchego, com distribuição de 100 mil cobertores a famílias em situação de extrema vulnerabilidade, de festas para angariar fundos e ajudar entidades, e do empenho pela reabertura do Hospital Estadual Santa Casa, a primeira-dama do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.