ECONOMIA E AGRO

Terça-Feira, 01 de Agosto de 2017, 17h:18 | Atualizado: 01/08/2017, 17h:25

Produtor vai gastar quase R$ 300 mi a mais com combustível após aumentos

Divulgação

soja plantio

Custo com diesel arcado pelos produtores rurais ficou em R$ 1,6 bilhão no ano passado

O aumento nos combustíveis anunciado pelo governo federal há quase duas semanas deve elevar os gastos do setor agropecuário de Mato Grosso, nesse ano, em R$ 294,6 milhões, na comparação com 2016. Somente no caso dos produtores de soja a elevação nos custos deve ser de R$ 147,6 milhões.

A estimativa foi realizada e divulgada nesta segunda (31) pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

O governo federal, por meio dos ministérios da Fazenda e do Planejamento, anunciou em 20 de julho o aumento nas alíquotas do PIS e Cofins que incidem sobre os combustíveis. As alíquotas subiram de R$ 0,3816 para R$ 0,7925 para o litro da gasolina e de R$ 0,2480 para R$ 0,4615 para o diesel nas refinarias. Para o litro do etanol, a alíquota passou de R$ 0,12 para R$ 0,1309 para o produtor. Para o distribuidor, a alíquota que antes era zerada, aumentou para R$ 0,1964.

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Bicombustíveis do Estado de Mato Grosso (Sindipetróleo/MT) e a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT) foram duas entidades do Estado que criticaram a medida.

Utilizando 53,4% do diesel de Mato Grosso, o setor produtivo rural é o principal responsável pela utilização do combustível. O diesel é utilizado pelas carretas e caminhões no principal modal do setor, que é o rodoviário, e também no caso das máquinas agrícolas, dentro das propriedades.

O Imea comparou os gastos em 2016 e chegou aos dados apresentados. No caso da porteira para dentro, o custo com diesel arcado pelos produtores rurais ficou em R$ 1,6 bilhão no ano passado, número que saltaria para R$ 1,7 bilhão considerando o preço atual reformado, o que representa um aumento de 6,2% e de R$ 105,8 milhões.

No caso dos gastos indiretos, da porteira para fora, os números saltaríam de R$ 2,9 bilhões para R$ 3,1 bilhões, uma diferença de 6,9% e de R$ 188,8 milhões.

No acumulado, os gastos diretos e indiretos com diesel foram calculados em R$ 4,6 bilhões no ano passado. Ao final desse ano esse valor poderá saltar para R$ 4,9 bilhões, o que representaria um salto de 6,5% e de R$ 294,8 milhões. 

Soja

O Imea ainda pontua que os produtores de soja são responsáveis por pouco mais de 50% dos gastos com diesel em Mato Grosso. No caso deles, os custos dentro da fazenda foram calculados em R$ 746,6 milhões no ano passado, número que saltaria para R$ 795,5 milhões com os novos tributos e representaria uma elevação de 6,5% e de R$ 47,8 milhões.

Em relação aos gastos indiretos, os números aumentaríam de R$ 1,5 bilhão para R$ 1,6 bilhão, uma diferença de 6,6% e de R$ 99,7 milhões.

No geral, a somatória das despesas com diesel dos sojicultores foi de R$ 2,3 bilhões no ano passado. Ao final de 2017 esse valor poderá saltar para R$ 2,4 bilhões, o que significa uma elevação de 4,3% e de R$ 147,6 milhões.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prefeito, efeito pandemia e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Mesmo com o poderio da máquina, considerada preponderante para cooptar partidos e aliados por causa da oferta de cargos e do assistencialismo, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, terceira em população e segunda no ranking da economia estadual, terá muitos...

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.