ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 16h:25 | Atualizado: 24/05/2019, 16h:29

Caged

Serviço de saúde gera 1,3 mil postos de trabalho com carteira assinada em MT

Reprodução

medico_.jpg

Setor de serviços médicos, odontológicos e veterinários já empregou 2.601 trabalhadores

O setor de serviços médicos, odontológicos e veterinários gerou 1.328 vagas de emprego com carteira assinada, em Mato Grosso, no primeiro quadrimestre deste ano. O número é 237% a maior que em igual período do ano passado, quando o saldo positivo tinha sido de 394 vagas criadas. Nos últimos 12 meses encerrados em abril, o setor já empregou 2.601 trabalhadores no Estado. Os dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia.

Para a diretora executiva do Sindicato das Empresas de Saúde de Mato Grosso (Sindessmat), Patrícia Chaves West, o resultado é motivado pelo aumento da demanda pelos serviços de saúde no Estado e no país. “O setor de serviço de saúde está na contramão de outros setores, onde o número de demissões é maior que o de contratações”.

Patrícia relata que a maioria das empresas são pequenas clínicas que estão se difundindo cada ano mais pelo Estado. Em Mato Grosso, aproximadamente 4,7 mil empresas atuam no setor.

Apesar da perspectiva positiva gerada pela quantidade de empregos formais no segmento de saúde, o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviço de Saúde (Sessamt), Sidney Pedroso de Almeida, pontua que ainda existe muita informalidade.

“Percebemos um aumento significativo no aumento do número de clínicas, principalmente, no interior. Mas, infelizmente, ainda há muita informalidade. Isso se dá porque muitas clínicas, principalmente, as de odontologia, utilizam materiais importados, e com o dólar em alta precisam repassar esse valor do custo aos pacientes. Para continuar mantendo os ganhos acabam mantendo empregados com salários precários e na informalidade, para não pagar os encargos trabalhistas e aumentar o lucro”, especifica.

No primeiro quadrimestre de 2019, o número de contratações no setor de serviço de saúde foi de 4.397, enquanto que o número de desligamentos chegou a 3.069, gerando o saldo positivo de 1.328 vagas. Em comparação ao mesmo período de 2018 o nível de contratação também foi maior, sendo 3.054 ante 2.663 demissões, gerando o saldo positivo de 394 vagas.

Mercado de trabalho

O saldo de empregados no mercado formal em Mato Grosso foi de 2.016 vagas, resultado de 33.406 admissões ante 30.300 demissões. O setor de serviços foi o que gerou mais emprego em abril, com 941 vagas, seguido da indústria da transformação, que teve saldo de 804 contratações a mais que demissões.  O comércio gerou 671 vagas, enquanto que a construção civil, 663 vagas. A agropecuária teve saldo negativo de 1.025 demissões a mais que contratações.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

Governador, Nota MT e provocação

mauro mendes curtinha   Ao lançar a Nota MT, programa que estimula e incentiva o contribuinte a pedir nota em toda compra de mercadoria, o que ajuda na cultura do combate à sonegação fiscal, o governador Mauro Mendes (foto) copia para o Estado a mesma proposta implantada em Cuiabá na época em que foi...

Cândida Farias troca MDB pelo DEM

candida farias curtinha   Aos 68 anos, completados nesta segunda (17), a empresária Cândida Farias (foto), segunda-suplente do senador Jayme Campos, está desembarcando do MDB e vai se filiar ao DEM. Apesar da mudança de legenda, ela não tem pretensões de concorrer a cargo eletivo nas urnas de 2020....

Vander forte pela oposição em Tangará

vander masson curtinha   O nome mais forte hoje da oposição em Tangará da Serra, do ponto de vista da densidade eleitoral, é do empresário Vander Masson (foto), que ficou em terceiro lugar para prefeito em 2016 e, no pleito do ano passado, concorreu e perdeu para deputado federal. Filho do ex-prefeito e...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.