ECONOMIA

Quarta-Feira, 07 de Abril de 2021, 08h:18 | Atualizado: 07/04/2021, 08h:24

CRECI

Conselho defende aprovação de projeto que trava índice de reajuste de aluguel

Assessoria

Aluguel, casa, creci

Deverá ser votado essa semana, na Câmara Federal, o Projeto de Lei 1.026/2021, de autoria do deputado Vinícius Carvalho (Republicanos-SP), que determina que o índice de correção dos contratos de locação residencial e comercial não seja superior ao Índice de Preço ao Consumidor Amplo -IPCA, que está na média de 5%.

O projeto altera a Lei 8.245/1991, que organiza os contratos de locação e determina o Índice Geral de Preços Mercado – IGPM, como índice oficial pra correção dos contratos.  Atualmente o IGPM acumula em mais de 20%, essa elevada alta no reajuste dos contratos de locação tem causado instabilidade ao setor imobiliário.

Segundo o Presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso, Benedito Odário, a expectativa da classe dos corretores de imóveis e do Sistema Creci/Cofeci são grandes para aprovação do projeto. “O locatário não pode ficar à mercê de uma margem de reajuste tão elevada, que não reflete a realidade econômica da população”, opinou.

O presidente ressalta que apoia incondicionalmente o PL e que vai levantar a proposta aos demais parlamentares junto à Câmara Federal, para aprovação do projeto. “Como representante da classe dos corretores de imóveis de Mato Grosso manifesto favorável, pois causará impacto positivo ao setor imobiliário. Sabemos que as imobiliárias que administram essas locações estão com dificuldades para intermediar conflitos entre locadores e locatários, e muita das vezes ocorre o cancelamento do contrato do aluguel por divergências no valor do reajuste”, explicou Odário.

O IPCA é o índice que representa a inflação do Brasil. Esse importante índice é medido mensalmente pelo IBGE para identificar a variação dos preços no comércio, ou seja, é considerado o índice mais próximo da realidade dos brasileiros.

“O IPCA garante o valor mais justo ao locatário. O IGPM é considerado inviável, ainda mais neste momento de pandemia. Enquanto não for aprovado a proposta, o Conselho defende o bom senso entre locador e locatário. Após aprovado e sancionada a lei, o IGPM não poderá mais ser aplicado como índice oficial para correção dos contratos”, finalizou o presidente.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...