RIBEIRÃO CASCALHEIRA

3 candidatos confirmam disputa

Francisco de Assis, o Diá (PT)   Em Ribeirão Cascalheira três coligações já pediram registro de candidatura junto ao cartório da 53ª Zona Eleitoral da cidade. O objetivo é concorrer à eleição suplementar, consequente da cassação dos mandatos do prefeito Francisco de Assis, o Diá (PT), e de sua vice, Altamira Nunes (PTB). Eles foram eleitos em 2008 com mais de 50 % dos votos no município. Eles tiveram os mandatos cassados após o julgamento de uma ação que concluiu ter existido captação ilícita de sufrágio, ou seja, compra de votos, além de abuso de poder econômico.

    No mês de setembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou uma determinação aos TREs de todo o país para que não houvesse eleições suplementares durante o semestre das eleições gerais. Porém, de acordo com o TRE-MT, nenhuma notificação oficial ainda foi enviada, portanto, enquanto nenhuma publicação for feita por parte do TSE, permanece a decisão de realizar a eleição suplementar de Ribeirão Cascalheira no dia 31 de outubro. Caso ocorra um 2º turno, a estrutura da eleição será aproveitada para as duas medidas.

   A primeira coligação a pedir o registro de candidatura foi "Compromisso, ação de desenvolvimento, quatro anos em dois", composta pelo PR e DEM, representada por Adário Carneiro Filho, candidato que ocupou a 2ª colocação no pleito de 2008, e Jair Barros Lima. Em seguida vem a coligação "Todos Juntos por Ribeirão Cascalheira", composta pelos partidos PP e PMDB, tendo como representantes os advogados, Antônio Morais Pinto Júnior e Deusiano Ferreira Dos Santos, candidatos a prefeito e vice-prefeito respectivamente.

   A última coligação é "Trabalho , Progresso e Cidadania", que possui mais partidos em sua aliança, sendo eles: PSDT, PDT, PT e PPS. Como representantes estão a candidata a prefeita Patricia Fernandes de Oliveira Vilela  e o vice o atual presidente da Câmara, João Marcos Alves.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.