Senado

Analista diz que pré-candidatura de Taques não é reconhecida

Louremberg diz que Taques ainda não é reconhecido

Louremberg Alves   O cientista político Louremberg Alves afirma que a pré-candidatura de Pedro Taques ao Senado não altera o quadro atual, já que ele ainda não é reconhecido como político pela população. Taques solicitou nesta semana sua exoneração do Ministério Público Federal com vistas a entrar na disputa e deve se filiar ao PDT.

  Segundo Loremberg, a pré-candidatura do ex-procurador ainda é uma incógnita por não ter um histórico de atividade partidária. “Ele é reconhecido por todos como um homem de debate inerente às questões defendidas por seu cargo. É visto como profissional de imagem exemplar do Ministério Público, mas ainda é muito cedo para dizer que pode enfraquecer os possíveis adversários”, avaliou. O analista considera também que, diante das divisões que permeiam os partidos, o próprio quadro de nomes ao Senado é uma incógnita, diferente do cenário para a sucessão de Blairo Maggi (PR) no Paiaguás. “Já temos nomes definidos para governador. Pode ser que um ou outro nome venha a compor o cenário de disputa, mas, com certeza, este nome não terá consistência suficiente para abafar os demais”, avaliou.

   Observador da história política do Estado e das conjecturas atuais, Loremberg destaca que as pré-candidaturas do vice-governador Silval Barbosa (PMDB), aliado do PR e do PT, do prefeito Wilson Santos (PSDB), que segue ao lado do DEM e PTB, e do empresário Mauro Mendes (PSB), contempla as maiores siglas, sobrando espaço apenas para legendas consideradas pequenas ou ainda para ampliação das coligações. “O nome que vier não trará grandes alterações. Nenhuma das candidaturas será abafada”, diz.

   Para o analista político, ainda é cedo para dizer quem é mais forte na corrida ao Senado, com exceção de um nome: o do governador Blairo Maggi. “Hoje, antes das candidaturas se oficializarem, Maggi é o favorito. Claro que isto não o desobriga a trabalhar para manter o favoritismo, afinal as eleições ainda não começaram oficialmente”, considera. Ele ainda fala em divisão partidária. Lembra de rachas internos latentes em vários partidos. Cita como exemplo o PT, onde o deputado Carlos Abicalil e a senadora Serys Marly brigam pelo direito de disputar. Ainda figuram como principais pré-candidatos candidatos ao Senado, Antero Paes de Barros e  Luiz Soares (PSDB). O tucanato terá que escolher um nome.   

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

Chefe do Escritório de ROO em Cuiabá

mario marques 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, que iniciou neste mês o 3º mandato, mantém como parte da estrutura da administração um cargo de chefe do Escritório de Representação do município na Capital. E Pátio nomeou para esta...

Prefeito cria comitê pra debater modal

emanuel pinheiro 400 curtinha   Mesmo o governador Mauro Mendes já tendo anunciado que vai implantar o BRT na Região Metropolitana, em detrimento do VLT, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto) criou um comitê de análise técnica para, segundo ele, definir o modal de transporte para a região. Emanuel...

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), vai pagar uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados e que foram programados pelo ex-presidente Carlos Alberto para liberá-los no orçamento...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.