Após decisão de Silval, base volta a se reunir e debate nomes ao Senado

Jonathan Dourado

Francisco Faiad

Francisco Faiad

Três dias após o governador Silval Barbosa (PMDB) oficializar a sua permanência à frente do Palácio Paiaguás, a base governista (PMDB, PT, PR, PSD, Pros, PCdoB, PRB e PSC) se reúne hoje (17), às 19h, no hotel Odara, para debater o cenário. De acordo com o ex-secretário de Administração, Francisco Faiad, agora, chegou o momento de debater candidaturas ao Senado. “Com a permanência de Silval abre a possibilidade dos partidos indicarem nomes para o Senado, já que a preferência da base aliada era a nome do governador”, enfatiza.

Faiad explica que, apesar do nome do deputado federal Wellington Fagundes (PR) ser um dos mais consolidados, há outras opções como o presidente do PMDB, deputado federal Carlos Bezerra, e o juiz Julier Sebastião da Silva que, segundo o ex-secretário de Administração, deve se filiar ao PT. “O Julier me mostrou o interesse de se filiar ao PT e a segunda opção seria o PCdoB”. Neste caso, no entanto, Lúdio Cabral (PT) teria que abrir mão do projeto ao goverbo, afinal, é quase impossível o grupo aceitar duas candidaturas a majoritária do PT: Julier e Lúdio. O juiz tem 19 dias para definir o seu futuro político, já que pode deixar a magistratura até 5 de abril.

Governo

O grupo vai realizar encontros a cada 15 dias e esta será a quarta. A idéia é viabilizar o quanto antes uma pré-candidatura que contraponha a do senador Pedro Taques (PDT), que representa o bloco de oposição ao governo (PDT, PSDB, DEM, PSB, PV, PTB). Pela ala ligada a Silval, se articulam: Lúdio, JUlier, o vice-governador Chico Daltro (PSD) e o ex-prefeito de Água Boa Maurição Tonhá (PR). 

Com a desistência de Silval da disputa ao Senado, Faiad não descarta uma repetição da dobradinha PT e PMDB – que aconteceu na disputa pela Prefeitura de Cuiabá, quando Lúdio e ele disputaram os postos de prefeito e vice, respectivamente. Para Faiad é uma possibilidade muito forte, uma vez que o governo federal vai compor com a presidente Dilma Rousseff (PT) e o vice Michel Temer (PMDB). “Há grande possibilidade de acontecer”, ressalta. 

O peemedebista, no entanto, nega que pleiteia um cargo majoritário, uma vez que a sua intenção é a candidatura a deputado estadual. Faiad, contudo, ressalta que, se for preciso, poderá repetir a dobradinha com o petista. “Estou pronto para isso”, conclui. 

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

Bolsonarista esperançoso no Patriota

roberto franca curtinha   Roberto França (foto) decidiu fazer uma aposta arriscada com vistas às urnas de outubro. Aos 71 anos, metade deles ocupando cargos eletivos, como de vereador, deputado estadual e federal e prefeito de Cuiabá, ele trocou um partido nanico por outro, do PV para o Patriota. A esperança do...

Ex-vereador abandona rei dos porcos

fernando morais 400 curtinha   Mesmo impedido de ser candidato, já que está inelegível por oito anos, o ex-vereador pela Capital Abílio Júnior segue se articulando politicamente, deixou o PSC e se filiou ao Podemos. Acabou dando de ombros para o empresário Fernando Morais (foto), o "rei dos porcos",...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.