Eleições

Candidatura de Taques é irreversível mesmo que indique perdas, diz Lupi

.

lupi_taques_.jpg

Líder do PDT Carlos Lupi reforça pré-candidatura de Taques ao Palácio Paiaguás

As cúpulas do PT e PMDB de Mato Grosso têm se articulado para pressionar dirigentes nacionais coligados no projeto de reeleição da presidente Dilma Rousseff, para manter proposta de palanque único no Estado. Um dos alvos é o eterno presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. Apesar da pressão, garante que não vai aceitar qualquer intimidação e que a candidatura do senador Pedro Taques ao governo do estado é irreversível.

Embora lideranças como Carlos Bezerra (PMDB), Blairo Maggi (PR) e Lúdio Cabral (PT) digam que há um pedido pessoal de Dilma de haver palanque único aqui, Lupi assegura que a petista não disse nada disso a ele, neste sentido. “Não há nenhuma possibilidade disso ocorrer, ela nunca pediu e nunca pedirá intervenção, ela sabe que cada partido tem a sua autonomia”, disse em entrevista exclusiva ao Rdnews.

O presidente se mostra tão confiante sobre não haver nenhum tipo de exigência por parte de Dilma, que não vê perda para o PDT, se falando na base do governo federal, bem como acredita que o partido permanecerá com o Ministério do Trabalho e Emprego, sob Manoel Dias. “Não há qualquer ameaça de perdermos o Ministério por causa disso. A chance é zero”.

A direção nacional dá garantia que está fechado o apoio a Taques, a qualquer custo. “Já assegurei este apoio e não há nenhuma dúvida quanto a isso. Taques é um candidato forte, preparado, tem tudo para ganhar a eleição e fazer o melhor Governo”, defende. Toda esta polêmica ocorre porque, até o momento, Taques é o pré-candidato mais forte à sucessão de Silval Barbosa (PMDB). A base do governo, por sua vez, a pouco mais de 90 dias das convenções ainda não tem candidato definido.

No grupo governista, o PSD tem o vice-governador Chico Daltro como opção, o PR tem o empresário Maurício Tonhá e o PT defende as candidaturas do ex-vereador Lúdio Cabral e do juiz federal Julier Sebastião (ainda sem partido). A situação tende a se afunilar especialmente agora que Silval anunciou que permanece no governo.

Beto decide em maio quem vai apoiar

beto farias 400 curtinha   O prefeito barra-garcense e empresário Beto Farias (foto), que conclui neste ano o segundo mandato consecutivo, não sabe ainda quem apoiar à sucessão municipal. E só tomará uma decisão em maio, já faltando dois meses para as convenções. Até...

Lucas impõe regras pra cortar energia

luiz binotti 400 curtinha   Em Lucas do Rio Verde, a Energisa está proibida de interromper o fornecimento de energia elétrica, mesmo por inadimplência, sem informar ao consumidor, por escrito e com antecedência de 15 dias, sobre a suspensão dos serviços. O projeto aprovado pelos vereadores se transformou na...

Cidinho declina do convite à suplência

cidinho 400 curtinha   O ex-senador e empresário Cidinho Santos (foto), do PL, declinou do convite para compor uma das suplências da chapa ao Senado de Otaviano Pivetta (PDT). Em princípio, ele havia aceitado ser o primeiro-suplente. Mas questões empresariais não permitem que neste ano Cidinho concorra a cargo...

Conselhos, o populismo e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio (foto), bastante conhecido pelo perfil populista, busca se apegar cada vez mais às massas. Até para inaugurar um posto de saúde, Pátio, estrategicamente, aproveita para criar, ali na comunidade, os chamados conselhos. Busca debater...

Educação Inclusiva no Nilo Póvoas

marioneide 400 curtinha   A Seduc, sob Marioneide Kliemaschewsk (foto), decidiu desativar a tradicional escola estadual Nilo Póvoas, que funcionava há 50 anos no bairro Bandeirantes, em Cuiabá, o que acabou gerando protesto de pais e alunos. O prédio agora vai abrigar o Centro de Referência em...

Partidos com 2 ou mais pré ao Senado

margareth buzetti 400 curtinha   Dirigentes partidários estão passando apurado, nesta fase de pré-campanha, para conduzir o processo de escolha de candidatura ao Senado para a vaga de Selma Arruda, cassada por crimes eleitorais. Mesmo sabendo que as chances são remotíssimas de êxito nas urnas, alguns...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.