Eleições

Cenário se afunila, mas decisão final passará por Brasília, afirma deputado

Davi Valle/Rdnews

wellington_interna_500.jpg

Presidente estadual do PR e deputado federal Wellington Fagundes em entrevista à Talita Ormond

O presidente estadual do PR, deputado federal Wellington Fagundes, disse em entrevista ao Grupo Rdnews, na manhã desta segunda (5), que este é o momento de afunilar as articulações com os partidos, mas que as definições ainda dependem das determinações que vêm de Brasília. Cita como exemplo a possibilidade de segundo turno nas eleições presidenciais, apontada em pesquisa realizada pela revista Istoé em parceria com o instituto Sensus e divulgada no final de semana.

O levantamento mostra que Dilma Rousseff (PT) está em primeiro lugar com 35% dos votos, seguida por Aécio Neves (PSDB), com 23,7% e Eduardo Campos (PSB), totalizando 11%. De acordo com a apuração, o resultado configura empate técnico e reforça a hipótese de uma disputa polarizada entre o PT e o PSDB.

Para Wellington, a pesquisa preliminar mexe com o atual cenário no Estado e aumenta as especulações em torno de dois dos três pré-candidatos a governador pela base, sendo o ex-vereador por Cuiabá Lúdio Cabral (PT) e o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva (PMDB). Nos bastidores há ainda a possibilidade de que um seja vice do outro.

Na ocasião, o parlamentar disse ainda que a aproximação do PR com o grupo de oposição, encabeçado pelo senador Pedro Taques (PDT), está sendo articulada pelo prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), junto aos deputados estaduais. Por enquanto a aliança não está definida e será abordada durante reunião da sigla, nesta tarde.

O republicano lembra que é pré-candidato a senador e que o partido tem a pré-candidatura do empresário Maurição Tonhá (PR) ao Governo. O ex-prefeito de Água Boa, no entanto, optou pela não realização de sua pré-campanha, mesmo porque a legenda aguardava posicionamento oficial do senador Blairo Maggi (PR) de que não será, de fato, candidato ao Palácio Paiaguás, o que aconteceu na semana passada durante coletiva de imprensa.

Além disso, Wellington não descarta terceira via comandada pelo senador Jayme Campos (DEM), que hoje faz parte do grupo de Taques, mas pode deixar a composição para concorrer ao Governo. Garante que não tem rusgas com os democratas. “Já votei no Jayme algumas vezes, então acho que agora é hora dele votar em mim”, afirma, reforçando que não irá abrir mão da única vaga ao Senado, a mesma que o Jayme pretende concorrer pela chapa majoritária de Taques. 

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

Jogada do prefeito Francis em Cáceres

paulo donizete 400 curtinha caceres   A sete meses de concluir o mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (PSDB) lançou uma jogada estratégica para ver se "cola". Apoia publicamente para prefeito o seu diretor da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete (foto), do mesmo partido, inclusive participou da reunião...

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

Priminho Riva deve disputar em Juara

priminho riva 400 curtinha   Dezesseis anos depois de comandar Juara por dois mandatos (1997 a 2004), Priminho Riva (foto) está de volta. Filiado ao PR, ele deve concorrer a prefeito. Político bastante popular e carismático, tende a enfrentar um páreo duro com dois nomes considerados fortes, o do ex-vice e que se tornou...

Contas de prefeita são reprovadas

thelma 400 curtinha   As contas de 2018 da prefeita chapadense Thelma de Oliveira (foto), do segundo ano de mandato, foram reprovadas pelo TCE-MT. Agora, cabe à Câmara Municipal aprová-las ou rejeitá-las. Em seu parecer, o conselheiro interino João Batista apontou 15 irregularidades, sendo 11 delas sobre...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.