REPERCUSSÃO

É uma grande perda, diz Toninho sobre possível saída do PPS

Toninho de Souza   Apesar de destacar que não participa das negociações com lideranças aliadas na viabilização da candidatura do empresário Mauro Mendes, presidente da Fiemt, ao governo, o presidente do PDT em Cuiabá, vereador Toninho de Souza, avalia que o grupo chamado “terceira via” sofrerá um “baque” se o PPS confirmar apoio no Estado à coligação formada por PSDB, DEM e PTB. Indagado se a saída dos socialistas compromete o projeto de candidatura própria de Mendes, o pedetista avalia que se trata de uma perda considerável. “Realmente é uma grande perda. Não diria que chega a inviabilizar, mas é uma perda considerável”, analisa.

   Ele lembra que o PPS conta com boa estrutura partidária, fruto dos tempos em que a legenda contava com o governador Blairo Maggi (PR) em suas fileiras. Além disso, o presidente regional do partido, deputado estadual Percival Muniz (PPS), é tido como o “mentor” da candidatura de Mendes e principal articulador da saída do empresário do PR rumo ao PSB, legenda comandada pelo deputado federal Valtenir Pereira.

  Segundo Toninho, as lideranças pedetistas ainda não conversaram sobre a possibilidade do PPS abandonar o grupo. “Os membros do PDT de Cuiabá deram carta branca para o deputado estadual Otaviano Pivetta negociar as alianças. Queremos deixá-lo bem à vontade”.

   Dois membros da Executiva regional estão em Brasília para participar de reuniões com o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, presidente nacional em exercício do PDT. Um dos pontos da pauta é o recente anúncio de apoio de Lupi à candidatura da ministra Dilma Rousseff (PT) à presidência. Na avaliação de Toninho, isso não deve interferir no projeto do PDT estadual em apoiar Mendes, pois o PT não tem candidatura própria em Mato Grosso. “Só faria sentido o PT reivindicar o apoio do PDT no Estado se fosse lançar alguém ao governo, o que não é o caso”, avalia.

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...