Fórum vai percorrer MT

"Queremos ter representantes nas pautas Estaduais, Federais e do Executivo"

Entidades do setor agropecuário reunidas no Fórum MT Rural decidiram que a partir de fevereiro irão percorrer o Estado para levantar demandas e propostas da classe produtora para contribuir com o debate político-eleitoral deste ano nos âmbitos Estadual e Federal.  A partir dessas informações será elaborada  Proposta de Agenda Positiva, apresentada posteriormente à sociedade e aos futuros candidatos.

O presidente da Famato Rui Prado afirma que o setor produtivo deseja participar ativamente do processo eleitoral, não necessariamente tendo candidatos próprios. “Queremos ter representantes nas pautas Estaduais, Federais e do Executivo”. O presidente, inclusive, chegou a ser cotado para disputar como deputado federal, mas ele alega ter desistido da ideia.

Mesmo não tendo sido iniciados os trabalhos da agenda, Rui Prado pontua que uma das demandas que nunca saem da pauta e que com certeza estará presente é a questão da logística em Mato Grosso. “Essa é uma reclamação recorrente do setor e todos os anos pedimos melhorias, sem muito resultado”, lembra. Segundo ele, o problema de logística engloba a gestão Estadual e Federal, por isso será tão importante o envolvimento nessas eleições. Uma das propostas da agenda será a criação de um projeto de governo que conserve as estradas de forma sistemática e dinâmica.

O setor acredita ter um bom diálogo com o governo atualmente, mas que ele não tem atendido às demandas. “O que é um problema, pois representamos 70% do PIB de Mato Grosso. Não queremos ser coadjuvantes e sim protagonistas do desenvolvimento do Estado”. Rui Prado explica que os nomes atuais na Câmara Federal já têm lutado pelas entidades, mas que Homero Pereira, falecido em outubro do ano passado, era quem mais levantava a bandeira.

O Fórum Rural MT é formado pela Famato, Aprosoja, Acrimat, Ampa e Aprosmat.

Ministério

Rui Prado foi indicado pela bancada federal do PSD e do PMDB para assumir o Ministério da Agricultura na reforma ministerial que será feita pela presidente Dilma Rousseff (PT). Isso porque alguns membros da equipe articulam para disputar nas eleições. Além dele, estão na lista da petista o secretário de Políticas Agrícolas Neri Geller (PMDB)r e o senador Blairo Maggi (PR).

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

Emanuel, feitos, paletó e a reeleição

emanuel pinheiro 400 curtinha   O núcleo de apoio estratégico do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) está empolgado com resultado de pesquisas realizadas tanto para avaliar como está indo a administração da Capital, pontuando pontos fracos e fortes, quanto sobre se há chance ou não de...

Deputada critica Bruno no Operário-VG

janaina riva 400 curtinha   Acostumada a enfrentar temas polêmicos, dentro e fora da seara política, Janaína Riva foi a única parlamentar a se manifestar publicamente sobre a decisão do Operário de Várzea Grande de contratar o goleiro Bruno, condenado a 20 anos por matar e ocultar o corpo da...

Espólio político de Selma que não virá

otaviano pivetta 400 curtinha   O vice-governador e pré-candidato ao Senado, Otaviano Pivetta (foto), tem encampado um equivocado entusiasmo sobre possível espólio político de Selma Arruda. Mas a tendência, se insistir nessa tese, é de amargar uma tremenda frustração. Pivetta tem dito aos...

Beto decide em maio quem vai apoiar

beto farias 400 curtinha   O prefeito barra-garcense e empresário Beto Farias (foto), que conclui neste ano o segundo mandato consecutivo, não sabe ainda quem apoiar à sucessão municipal. E só tomará uma decisão em maio, já faltando dois meses para as convenções. Até...

Lucas impõe regras pra cortar energia

luiz binotti 400 curtinha   Em Lucas do Rio Verde, a Energisa está proibida de interromper o fornecimento de energia elétrica, mesmo por inadimplência, sem informar ao consumidor, por escrito e com antecedência de 15 dias, sobre a suspensão dos serviços. O projeto aprovado pelos vereadores se transformou na...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.