Eleições 2014

Julio deixa vida pública para ministrar palestras e lança filho como sucessor

Ele não acredita que partido saia enfraquecido por não tê-lo como opção

Rodinei Crescêncio

julio-campos--fotos-ney-(9).jpg

Deputado Julio Campos deixa disputa eleitoral e lança filho como sucessor

Após 42 anos na vida pública, o deputado federal Júlio Campos (DEM) vai deixar a disputa nas urnas, mas, de imediato, lança o filho Julio Neto como seu sucessor à Câmara Federal. Cacique do DEM e recrutador de votos, o parlamentar não acredita que ao deixar de ser uma das opções para outubro, fará com que a sigla saia enfraquecida. “Não significa que vou sair de vez da vida política, mas não pretendo tentar ser deputado outras vezes”, ressalta.

Fora dos palanques, Júlio conta que daqui para frente pretende ministrar palestras, dar aulas sobre política em universidades e está à disposição do partido para novos projetos. “Meu tempo de eleições e de vida pública já acabou. Acredito que cumpri a minha missão tanto com o Executivo quanto com o Legislativo” avalia. Para Júlio chegou a hora de uma nova geração assumir a política e afirma que ele é o primeiro a incentivar o filho a seguir seus passos, além de aconselhar o mesmo a outros jovens.

O senador Jayme Campos também concorda que a força do partido continua sem a candidatura do irmão. “É indiscutível que nós dois somos liderança, mas há muitos grandes líderes de igual força, como Dilmar Dal Bosco e outros. Se o Júlio Campos mudar de ideia, certamente ele terá o meu apoio e do DEM”, salienta.

O DEM, tanto em Mato Grosso, quanto no cenário nacional perdeu força, principalmente com a criação de novas siglas, em especial o PSD, em 2011 e correu o risco de ser fundido com outro partido, como o PSDB. Agora, a sigla luta para manter a influência política. Em 2012, o Democratas elegeu 11 prefeitos, 4 a menos que em 2008 quando foram 15. Também emplacou 11 vice-prefeitos e só 125 vereadores. 

Jayme, contudo, minimiza o enfraquecimento da legenda. Segundo ele, são mais de 55 mil integrantes do partido em Mato Grosso e muitos deles ocupam ou já ocuparam cargos importantes nos últimos anos, como prefeitos, vereadores e secretários. “A saída de alguns não significa enfraquecimento do DEM. Continuamos firmes e fortes, como sempre”, garante.

Dilceu vê redução do tamanho do DEM em MT e defende fusão

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

Emanuel, feitos, paletó e a reeleição

emanuel pinheiro 400 curtinha   O núcleo de apoio estratégico do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) está empolgado com resultado de pesquisas realizadas tanto para avaliar como está indo a administração da Capital, pontuando pontos fracos e fortes, quanto sobre se há chance ou não de...

Deputada critica Bruno no Operário-VG

janaina riva 400 curtinha   Acostumada a enfrentar temas polêmicos, dentro e fora da seara política, Janaína Riva foi a única parlamentar a se manifestar publicamente sobre a decisão do Operário de Várzea Grande de contratar o goleiro Bruno, condenado a 20 anos por matar e ocultar o corpo da...

Espólio político de Selma que não virá

otaviano pivetta 400 curtinha   O vice-governador e pré-candidato ao Senado, Otaviano Pivetta (foto), tem encampado um equivocado entusiasmo sobre possível espólio político de Selma Arruda. Mas a tendência, se insistir nessa tese, é de amargar uma tremenda frustração. Pivetta tem dito aos...

Beto decide em maio quem vai apoiar

beto farias 400 curtinha   O prefeito barra-garcense e empresário Beto Farias (foto), que conclui neste ano o segundo mandato consecutivo, não sabe ainda quem apoiar à sucessão municipal. E só tomará uma decisão em maio, já faltando dois meses para as convenções. Até...

Lucas impõe regras pra cortar energia

luiz binotti 400 curtinha   Em Lucas do Rio Verde, a Energisa está proibida de interromper o fornecimento de energia elétrica, mesmo por inadimplência, sem informar ao consumidor, por escrito e com antecedência de 15 dias, sobre a suspensão dos serviços. O projeto aprovado pelos vereadores se transformou na...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.