ESTADO

Lula dobrou vagas de emprego se comparado a FHC, aponta Caged

    Levantamento realizado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), aponta que Mato Grosso criou 138.680 novos empregos durante a gestão Lula, enquanto nos mandatos de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) o número foi de pouco mais de 66.417 postos. A rivalidade entre os dois partidos continua neste ano, quando Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) disputam o segundo turno das eleições presidenciais. A petista tem o apoio de Lula, enquanto o tucano conta com o aval de FHC.

   No primeiro ano de seu segundo mandato, o ex-presidente tucano criou 7.344 novas vagas. Já no mesmo período da gestão Lula foram registrados 38.555, conforme dados do Caged. No último ano de cada mandato, o governo petista mantém vantagem no saldo de empregos em relação ao governo tucano, relativo ao período de janeiro a setembro de cada ano: foram 278.105 (2010) e 146.842 (2002), respectivamente.

   A geração de empregos formais e a taxa de desemprego são considerados indicadores que refletem políticas públicas capazes de criar novos postos de trabalho e reduzir os índices que aferem a quantidade de pessoas economicamente ativas fora do mercado.

   Conforme o levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego, somente no primeiro mandato do governo FHC, foi registrado um déficit de mais de um milhão de vagas. No balanço de oito anos do governo tucano, foram criados menos de 800 mil postos de trabalho. Quanto à evolução das taxas de desemprego nas regiões metropolitanas e no Distrito Federal, o Dieese mostra uma recuperação, numa trajetória inversa a partir de 2003 – início do governo Lula – com a estabilização desses índices em patamares mais baixos.

   Em oito anos do mandato tucano foram gerados 797 mil novos empregos enquanto no Ggverno Lula, em sete anos, foram 8.721 milhões, quase 10 vezes mais que o antecessor tucano.


Gráfico produzido a partir de dados do Ministério do Trabalho e Emprego mostra evolução no número de empregos criados na gestão Lula em Mato Grosso em comparação ao mandato de Fernando Henrique Cardoso

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...