SOLENIDADE

Maggi se diz preparado para críticas e reconhece equívocos em gestão

Terezinha Maggi e Blairo Maggi  Crédito: Guilherme Filho     Blairo Maggi (PR), que entregou nesta quarta (31) o comando do Paiaguás a Silval Barbosa (PMDB), assegura ter consciência de que ao sair do governo deixa de ser blindado e deve sofrer muitas críticas, principalmente de adversários políticos. Mesmo assim, ele demonstrou tranquilidade. “Estou preparado e vou responder a todos os questionamentos de forma pontual. Fizemos um governo pautado pela transparência, tomamos algumas medidas necessárias e vou responder as críticas”, disse, em entrevista no Centro de Eventos Pantanal.

   O republicano afirmou que as suas lágrimas nos últimos discursos não são de tristeza. “Deixo o governo com bastante tranquilidade. Amanhã estarei em outras lutas. Minha vida sempre foi assim e tenho outros desafios pela frente”, afirmou ele, numa referência à pré-candidatura ao Senado.

  Ele confidenciou que fez tudo o que podia, mas muitos projetos não puderam ser executados por falta de orçamento. “Gostaria, por exemplo, de ter colocado ar-condicionado em todas as escolas do Estado ou de ter em nossos quadros mais 5 mil policiais. Infelizmente, por falta de orçamento, não deu”. Mesmo assim, ele ponderou que houve avanços e que disse deixar o Estado muito do que o encontrou. “Foram dois mandatos de muita conquista. Fizemos tudo o que era possível dentro da nossa capacidade”.

  Perguntado sobre as questões ambientais, ele admitiu que no começo da gestão fez colocações equivocadas, reconheceu falhas, mas ressaltou que depois disso houve uma imensa mudança que ajudou a melhorar a imagem do Estado. No começo da administração, Maggi era apontado como o destruidor da natureza, enquanto hoje é o "queridinho" dos ambientalistas. Prova disso é ter recebido o prêmio "Motoserra de Ouro" e, recentemente, bombons de cupuaçu dos diretores do Greenpeace. "Depois desses momentos de turbulência veio o reconhecimento”.

  O ex-chefe do Paiaguás contou ainda que deve descansar por alguns dias antes de começar o seu “estradeiro pessoal”, rumo às urnas. Ele enfatizou que não pretende “meter a colher” no governo de Silval e que o peemedebista terá total liberdade para tomar as decisões que achar necessário. “Agora, se ele me procurar em busca de conselhos, posso dar”, disse Maggi.

AL realiza lockdown de faz de contas

Funcionários da AL se mostram revoltados com o lockdown de “faz de contas” promovido por deputados. Isso porque, apesar de estar com as portas fechadas, funcionários estariam sendo obrigados a ir trabalhar e entrando por outras portas. Atendem parlamentares que preferem trabalhar presencialmente. Pelo menos 36 funcionários estariam infectados e os servidores temem que mais pessoas sejam contaminadas pelo coronavírus. O pânico ficou ainda maior...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...