RUMO ÀS URNAS

Nacional do PDT veta PSDB de Wilson e leva partido para apoio a Mendes

Otaviano Pivetta, presidente estadual do PDT   O PDT nacional vai impor à Executiva em Mato Grosso uma única exigência: proibido qualquer coligação em apoio à  candidatura do PSDB. O aviso partiu neste domingo do secretário organizacional e presidente nacional da Juventude pedetista Luizinho Martins. Em entrevista, por telefone, ao RDNews, ele explica que o PDT já fechou apoio ao nome da ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff, pré-candidata à Presidência pelo PT e que a orientação é no sentido do partido não fechar aliança com o tucanato, que estará em outro palanque com José Serra.

   Na prática, os pedetistas, com respaldo da direção nacional, vão fechar apoio ao nome do empresário Mauro Mendes (PSB), pré-candidato a governador, embora o clima hoje seja de racha porque uma corrente da legenda defende composição com o tucanato em adesão ao nome do prefeito cuiabano Wilson Santos. O próprio pré-candidato tucano tem afirmado que confia no apoio do PDT e que espera retorno de Mário Márcio Torres ao comando do diretório municipal, o que facilitaria essa cooptação. Acontece que hoje o presidente é o vereador Toninho de Souza que, em sintonia com a direção regional, sob Otaviano Pivetta, resiste a ideia de estar no palanque de Wilson.

    Luizinho afirma que a decisão dos pedetistas fecharem com o PT está sacramentada, já que o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) não decide se será candidato ao Planalto, o que consolida o apoio para Dilma. A composição com o petismo é liderada pelo ministro do Trabalho Carlos Roberto Lupi, que comanda o diretório nacional. “O PSB de Ciro Gomes é bem diferente do PSDB. Trata-se de um partido popular, democrático que defende o governo Lula”, observa Luizinho, diante de duas alterantivas de apoio ou para Dilma ou para Ciro.

     Na próxima quinta (18), no encontro regional em Cuiabá, o PDT vai reforçar aliança com o PSB de Mendes. Seus dirigentes querem fazer barulho. Da Nacional vai estar presente o secretário-geral Manoel Dias. Até lá, os grupos se movimentam na esperança de evitar racha. Por enquanto, não há acordo. O vereador licenciado e secretário de Cultura Adevair Cabral, por exemplo, defende apoio ao PSDB, mais por uma questão de conveniência pessoal. O ex-vereador Aurélio Augusto, secretário de Esporte e Defesa, segue a mesma linha. Ambos lutam, no fundo, pela permanência no primeiro escalão.

   Há rumores de que a direção nacional possa, inclusive, baixar uma resolução para pôr fim à polêmica e tirar de vez o PDT dos braços de Wilson Santos. Luizinho Martins prefere desconversar sobre o assunto, embora reforce a orientação anti-tucana. “Não há a mínima possibilidade de uma aliança com o PSDB em Mato Grosso. Não diria que se trata de uma intervenção, mas acredito que todos os nossos companheiros entenderão que estamos inseridos em um processo histórico eleitoral e que não podemos apoiar o PSDB”. Ainda segundo ele, os membros da executiva nacional estão acompanhando de perto o desenrolar das negociações nos Estados. “Num primeiro momento estamos fazendo uma análise de caso a caso”.

   Luizinho reclama do que classifica de intervenção no PDT de outras legendas. “Não aceitamos essas influências externas, essa intervenção dentro do nosso partido”. Afirma que o PDT não deve encabeçar chapa ao governo de Mato Grosso, mas apresenta nomes capazes de disputar cadeiras de deputado federal e senador. Preferiu, por outro lado, não declinar quais seriam esses pré-candidatos. Ainda segundo o dirigente da Juventude pedetista, o partido não tem nada contra A, B ou C e vai respeitar os debates internos, mas as executivas têm que levar em consideração o que pensa a direção nacional.

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.