POLÊMICA

Não entendo o que se passa com Deucimar, diz candidato tucano

    O ex-prefeito de Cuiabá e candidato ao Governo Wilson Santos (PSDB) negou ter feito qualquer tipo de “lobby” a favor do vereador Júlio Pinheiro (PTB), que disputa a sucessão de Deucimar Silva (PP). Ele enfatizou que durante os 5 anos e 4 meses que ficou à frente do Palácio Alencastro nunca interferiu em nenhuma escolha dos parlamentares. Ele fez questão de destacar que durante a sua gestão foram eleitos Chica Nunes (DEM), Lutero Ponce (PMDB) e o próprio progressista, sem qualquer interferência. “Eu não sei o que se passa com Deucimar. Talvez haja um acúmulo de serviço, já que está cuidando da reforma da Câmara e da campanha para deputado”, afirmou o tucano por meio de da Twitcam, uma espécie de vídeoconferência do miniblog Twitter, nesta quinta (25).

   As afirmações são uma resposta às acusações feitas por Deucimar nesta quarta (24), quando deveria ter sido escolhido o novo presidente da Casa. A sessão acabou sendo encerrada logo no início por Deucimar. Ele afirmou ter recebido denúncias de compra de apoio contra quatro vereadores e acusou Wilson de ter se reunido com Chico 2000 numa sala para pressioná-lo a deixar a chapa de Adevair Cabral (PDT) e aderir ao grupo de Pinheiro. “Estive na Câmara para receber uma moção de aplausos devido ao avanço da Educação durante a minha gestão como prefeito. Todos os vereadores votaram favoráveis à concessão da moção”, frisou o tucano.

  Além de se defender o ex-prefeito de Cuiabá, fez questão de afirmar que o grupo liderado por Deucimar se articulou internamente para alterar o  regimento interno da Câmara, antecipando a eleição da Mesa Diretora de dezembro para 25 de agosto. “Quem fez a proposta foi o Deucimar e o grupo de Adevair. Nenhuma outra Legislatura ousou antecipar a eleição”, alfinetou o tucano.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.