Não imploro espaço, reage Maurição

O pré-candidato ao governo e ex-prefeito de Água Boa, Maurição Tonhá (PR), afirma que não é “politiqueiro”, por isso sua articulação rumo ao Palácio Paiaguás tem um perfil diferenciado. Sem papas na língua, Maurição, sem citar nomes, alfineta o petista Lúdio Cabral que, com a ajuda odo deputado federal Valtenir Pereira (Pros), tem feito uma via sacra para viabilizar o seu nome. “Não vou pegar no pescoço de ninguém, ficar saindo atrás, implorando espaço”, dispara.

Ele pondera ainda que “se for disputar é para produzir, vai para ajudar a construir um país melhor”.  Nessa linha Tonhá atribui ao seu perfil os rumos tomados pelo Partido da República (PR) nas articulações para escolher um nome para a disputa majoritária nas eleições deste ano. Acontece que o nome dele é cada vez menos citado e quem ganha força com isso é o presidente da legenda Wellington Fagundes que se articula para concorrer ao senado, o que inviabilizaria o projeto de Maurição. 

Entre os que defendem o nome de Wellington como prioridade, dentro da legenda, está o senador Blairo Maggi. Para Maurição, o desejo de Wellington é legítimo, mas pondera sobre possíveis mudanças. “Wellington tem um crédito absolutamente grande. Pessoalmente, não vejo nenhum candidato melhor que ele, hoje, ao Senado. Mas é uma opção, como todas as outras, e que pode não se concretizar. Tudo faz parte do processo”.

Outro nome que, recentemente, ganhou força internamente é o do suplente de Blairo, Cidinho dos Santos.

Embora ele tenha reiterado que não almeja concorrer ao Governo, lideranças defendem que seria uma boa opção. Tonhá, por sua vez, prefere não polemizar e apenas pondera que não pertence a uma considerável parcela de políticos que vivem para isso. “Não faço parte de uma classe política que fica o dia inteiro falando disso. Tem gente que não trabalha e fica fazendo politicagem”, alfineta.

Em seguida, completa dizendo que gosta muito de trabalhar e que “quando fez política foi trabalhando e não politicando”. O republicando é pecuarista e ficou conhecido como o rei dos leilões de gado.

Cidinho dos Santos nunca foi apresentado oficialmente ao PR como uma opção na chapa majoritária. Ocorre que produtores rurais e prefeitos de alguns municípios do interior do Estado passaram a empunhar a bandeira para que o suplente entrasse na disputa. Ele, apesar de não se assumir como candidato, nunca escondeu o desejo de concorrer e, atualmente, fez uma série de visitas ao interior do estádio em companhia do pré-candidato ao governo, Lúdio Cabral (PT). Nos bastidores, cogitou-se, inclusive, que uma “dobradinha” ao Executivo estadual poderia ser esperada.

Cidinho foi prefeito de Nova Marilândia (392 km de Cuiabá) por três vezes; secretário de Estado de Projetos Estratégicos no governo Blairo Maggi (PR) e presidiu a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). Atualmente, como suplente, assumiu a cadeira no Senado após o titular pedir licença pelo período de seis meses.

Fatura por média e multa à Energisa

thiago 400 ager curtinha   Após fiscalização no 2º semestre do ano passado, a Ager-MT multou em R$ 14,4 milhões a Energisa. Descobriu-se irregularidades na área comercial da concessionária de energia. Thiago Bernardes (foto), coordenador Regulador de Energia da Agência, explica que, no trabalho...

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

Emanuel, feitos, paletó e a reeleição

emanuel pinheiro 400 curtinha   O núcleo de apoio estratégico do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) está empolgado com resultado de pesquisas realizadas tanto para avaliar como está indo a administração da Capital, pontuando pontos fracos e fortes, quanto sobre se há chance ou não de...

Deputada critica Bruno no Operário-VG

janaina riva 400 curtinha   Acostumada a enfrentar temas polêmicos, dentro e fora da seara política, Janaína Riva foi a única parlamentar a se manifestar publicamente sobre a decisão do Operário de Várzea Grande de contratar o goleiro Bruno, condenado a 20 anos por matar e ocultar o corpo da...

Espólio político de Selma que não virá

otaviano pivetta 400 curtinha   O vice-governador e pré-candidato ao Senado, Otaviano Pivetta (foto), tem encampado um equivocado entusiasmo sobre possível espólio político de Selma Arruda. Mas a tendência, se insistir nessa tese, é de amargar uma tremenda frustração. Pivetta tem dito aos...

Beto decide em maio quem vai apoiar

beto farias 400 curtinha   O prefeito barra-garcense e empresário Beto Farias (foto), que conclui neste ano o segundo mandato consecutivo, não sabe ainda quem apoiar à sucessão municipal. E só tomará uma decisão em maio, já faltando dois meses para as convenções. Até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.