RUMO A 2012

Não vejo como desgaste, mas oportunidade, afirma Wellington

   O fato de o PR ser o primeiro partido a se posicionar sobre a disputa pela Prefeitura de Cuiabá, em 2012, não preocupa o presidente do diretório regional da legenda, o deputado federal Wellington Fagundes. Ele não teme que o anúncio de pré-candidatos possa vir a desgastar suas imagens, mas sim ajudar a reforçá-las. “Não vejo como desgaste, mas como uma oportunidade”, ressaltou.

   Isso porque, segundo Wellington, o partido tem várias opções para indicar na disputa à sucessão de Chico Galindo (PTB). Entre eles, os mais citados são o do deputado estadual Sérgio Ricardo, do secretário-chefe da Casa Civil, Éder Moraes e da ex-primeira dama do Estado, Terezinha Maggi. “É importante que os nomes sejam consolidados junto aos eleitores”, destacou o republicano.

   Para ele, a campanha rumo à 2012 começou no encerramento das eleições gerais, em outubro do ano passado. Agora, o PR tem um objetivo claro, que é conquistar a prefeitura da Capital. A legenda já se consolidou como a maior do Estado e detém o comando de 33 municípios, tendo 227 vereadores, seis representantes na Assembleia, dois na Câmara Federal e um no Senado. O partido também possui oito cargos no primeiro escalão do governo Silval Barbosa (PMDB). “Para todo partido que quer ser grande, é importante ter um candidato à prefeitura da Capital”, argumentou Wellington.

   Enquanto isso, os outros partidos seguem indefinidos e em busca de quadros para as eleições de 2012. Nem mesmo o prefeito Chico Galindo sinaliza um projeto de reeleição. Seu partido integrou o bloco de oposição a Silval, juntamente com DEM e PSDB, que sairam enfraquecidos depois da derrota nas urnas e já buscam novos membros para poder entrar na disputa.

   Sem abrir mão desta prioridade, os republicanos também passarão a integrar o staff de Galindo, que já deixou uma de suas secretarias à disposição do partido. Mesmo sem ter definido a pasta, Wellington já adianta que quem assumirá o cargo no executivo será o vereador Chico 2000, promovendo assim um rodízio na Câmara para dar mais visibilidade aos membros do PR.

    Já de olho em 2012, a legenda, que até então aparecia tímida na briga pelo espaço oferecido pelo prefeito, enquanto o PMDB já dava sinais de divisão interna na disputa pela secretaria de Cidade, que sequer foi criada, começa a disputar uma posição de destaque na administração municipal.

   O grupo deve dispensar as pastas oferecidas para brigar pela secretaria municipal de Infraestrutura (Seminfe), comandada pelo tucano Paulo Borges. A justificativa do PR é fortalecer a prerrogativa de alinhamento vertical de cargos, colocando no município um gestor do mesmo partido do secretário estadual de Transporte e Pavimentação Urbana, Arnaldo Alves.

   Apesar da cobrança, o deputado federal ressalta que, ao aceitar integrar a equipe de Galindo, o diretório regional manteve apenas uma condição: a de que o apoio à administração do prefeito não esteja condicionado ao apoio a um possível projeto de reeleição de Chico Galindo.

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.