Eleições 2010

Não vetaria Percival, diz Taques

   O ex-procurador da República e pré-candidato ao Senado, Pedro Taques (PDT), se diz tranquilo quanto à possibilidade de ter o presidente regional do PPS Percival Muniz na disputa à outra vaga ao Senado pelo grupo. O pedetista garante que a discussão não é novidade. “Nunca houve, por parte do Mauro Mendes (PSB), um compromisso com uma candidatura única”.

   Para demonstrar que o clima é de harmonia, Taques ficou ao lado de Percival, que já confirmou suas pretensões rumo ao Congresso, e negou qualquer desentendimento com o socialista durante o lançamento do site que leva seu nome. “Não tenho poder de veto e, mesmo que tivesse, não é meu interesse impedir a candidatura de ninguém. Mesmo assim, ainda estamos discutindo qual o melhor caminho para o projeto”, explicou Taques.

   Apesar de não se posicionar contra, o ex-procurador nega que o tema tenha gerado qualquer desentendimento entre ele, Mendes e Percival na reunião realizada na casa do empresário neste domingo (20). “Se discutimos, foi pelo último pedaço de pizza”, brinca.

   Mendes, por sua vez, já se declarou favorável à segunda candidatura na aliança. “A minha visão política do processo é que com duas candidaturas teremos os nossos conceitos reforçados”, pontuou. De acordo com ele, a medida não deve enfraquecer a chapa. “A disputa não é interna, entre Taques e Percival. Os dois devem disputar com os candidatos das outras coligações as duas vagas existentes”, explicou.

   Para Percival, a posição como segundo candidato não incomoda. Apesar do desejo de disputar a vaga, ele garante que seu nome está à disposição da coligação para concorrer na vaga que for mais conveniente, mesmo que seja a de vice-governador, cargo que já declarou não gostar. Diferentemente do deputado, Taques diz que não se sente ameaçado, mas prefere fomentar a discussão dentro da aliança e corre para tentar consolidar cada vez mais sua pré-candidatura.

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.