Confronto

Pátio apunhala PMDB, diz Joemil

    O prefeito de Rosário Oeste (a 116 km de Cuiabá), Joemil Araújo (PMDB), teceu duras críticas ao colega de partido e prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio e tomou as dores do vice-governador Silval Barbosa. A "briga" começou após as declarações de Pátio sobre seu apoio irrestrito à pré-candidatura de Wilson Santos (PSDB), que mira o Palácio Paiaguás. O problema é que Silval é o nome lançado pelo PMDB à sucessão de Blairo Maggi (PR).

   "Acho que há um equívoco do prefeito (Pátio), porque a inteligência da Justiça Eleitoral não aceita traições partidárias. Ele está apunhalando o PMDB pelas costas", diz Joemil, numa referência à possibilidade de expulsão do colega. Joemil vai além ao dizer que um político que trai seu partido, pode trair facilmente o povo também. "Por isso é que eu digo que não é só a Justiça Eleitoral que está de olho. A sociedade também observa essas atitudes", cutucou.

   Pátio causou uma situação no mínimo constrangedora durante a XXVI Corrida de Reis, no último domingo (10), ao chamar Wilson de "meu governador" na frente de diversas autoridades, entre elas o próprio Silval. O desentendimento entre o prefeito e o vice-governador começou na campanha eleitoral do ano passado, quando Pátio enfrentou Adilton Sachetti (PR) na disputa pela Prefeitura de Rondonópolis. Na ocasião, Silval não apoiou o colega de partido e, apesar de se declarar neutro no embate, acompanhava os passos de Maggi, que não mediu esforços na tentativa de reeleger seu afilhado político.

   Perguntado sobre as "mágoas" de Pátio, Joemil diz que "nada justifica a traição". "Que eu saiba, em 2008 o Silval não o apoiou, mas também não declarou apoio ao adversário dele. O vice-governador não traiu Pátio".

   Para o prefeito de Rosário Oeste, a atitude do colega de Rondonópolis é "lamentável". Nós ficamos chateados porque o Pátio comanda uma cidade-pólo, o terceiro maior município do Estado. Espero que ele reconsidere sua decisão porque, pior do que enfrentar um adversário, é enfrentar o que chamamos de fogo amigo dentro do próprio partido".

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...