Rumo a 2010

Pátio reafirma apoio a Wilson e descarta possibilidade de subir no palanque de Silval

Prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio (PMDB)   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (PMDB), descartou a possibilidade de subir no palanque do pré-candidato ao Palácio Paiaguás, Silval Barbosa (PMDB). Pátio prefere não criticar o vice-governador, mas não esconde a mágoa pela falta de apoio durante as eleições de 2008, quando venceu Adilton Sachetti (PR), então candidato à reeleição, e que contava com o apoio de Blairo Maggi e de Silval. Na época, a "briga" foi feia e não faltaram farpas entre Pátio e o vice-governador, que também apoiou o empresário Mauro Mendes, então candidato do PR e hoje no PSB, à Prefeitura de Cuiabá. Por outro lado, Wilson Santos (PSDB), que tentava a reeleição e que derrotou Mendes, declarou apoio a Pátio.

   Agora, o peemdebista afirma que irá "retribuir" o apoio de Wilson na disputa pelo Paiaguás. "Silval retirou apoio a minha candidatura para apoiar Mendes. Ele sabia que conquistar as prefeituras de Rondonópolis e de Sinop era o maior projeto do PMDB. Mesmo assim, disse que por respeito ao governo, não iria me apoiar. Wilson Santos, por outro lado, não tinha obrigação alguma de ficar ao meu lado e, mesmo assim, esteve presente o tempo todo", cutucou Pátio. Segundo ele, o PSDB foi decisivo para sua eleição em Rondonópolis. "Havia um acordo de que o PSDB de Cuiabá iria me apoiar em Rondonópolis, enquanto o PMDB de Rondonópolis apoiaria Santos. O PMDB resolveu voltar atrás, mas Wilson Santos não me abandonou", explica Pátio.

   O prefeito de Rondonópolis afirma que sua decisão já está tomada e que tem o "respeito" do partido. "O PMDB é muito ético. O deputado Carlos Bezerra (presidente regional da sigla) é um homem correto e respeita minha decisão", afirmou. Ele garante que não teme uma "represália" do partido devido ao seu posicionamento. Nos bastidores, porém, Bezerra tenta "enquadrar" Pátio.

   Pátio enumera benfeitorias em Rondonópolis e aproveita para cutucar o governo estadual. "Até hoje não firmei nenhum convênio com o Estado. Mesmo assim, acredito na sensibilidade do governador, já que ele é de Rondonópolis e quer melhorias para a população da cidade".

DEM-Cuiabá projeta até 4 vereadores

beto 400 curtinha   O presinte da Provisória do DEM da Capital e secretário estadual de Governo, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está animado com as chapas do partido construídas para o embate eleitoral. Já conta com 38 pré-candidatos a vereador e avalia que todos são competitivos. Uma das...

Chapa de Pivetta faltando um nome

adilton sachetti curtinha 400   O empresário Otaviano Pivetta continua avaliando um nome para composição de sua chapa ao Senado na suplementar de 26 de abril para a vaga da cassada Selma Arruda. A primeira-suplência deve ficar mesmo com o ex-prefeito rondonopolitano e ex-deputado federal Adilton Sachetti (foto), do PRB....

Senado, disputa interna e PT rachado

verinha_curtinha   O PT, que recebe hoje as inscrições de pré-candidatos ao Senado, deve ter apenas um nome na disputa interna, o do deputado e presidente estadual da sigla Valdir Barranco. A ex-vereadora Enelinda, com dificuldade, corre contra o tempo para se viabilizar. Enquanto isso, membros de outras correntes menos...

Falta na votação da emenda impositiva

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (foto), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara e pré-candidato a senador na suplementar de 26 de abril, explica que não procede a informação de que teria votado favorável à PEC 34/19, que assegura o orçamento impositivo de...

Feliz da vida na base e com emendas

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto) já chegou com moral no Governo Mauro Mendes. Depois de um ano fazendo oposição ao Palácio Paiaguás, o deputado tucano se tornou governista de carteirinha. E começa a colher os dividendos. Uma de suas emendas de R$ 300 mil para ajudar na...

Voto a favor e agora contra Congresso

O pitbull do governo Bolsonaro, deputado federal José Medeiros (foto), está pegando carona num protesto, marcado para 15 de março, onde não deveria porque os seus atos não correspondem ao discurso, ao menos segundo sustentam seus adversários políticos. Contam que Medeiros foi um dos parlamentares que aprovaram o orçamento impositivo de R$ 30 bilhões, vetado pelo presidente. Eis que agora, ele próprio, defende a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.