RONDONÓPOLIS

Por perseguição, Medeiros se afasta e pede desfiliação do PPS

    O segundo suplente de deputado federal José Medeiros requisitou seu afastamento da presidência do PPS de Rondonópolis e desfiliação do partido. O pedido foi feito por meio de ofício encaminhado ao partido nesta quinta (6). Medeiros, que é policial rodoviário federal, alega que sai do PPS porque tem sofrido represálias camufladas por políticas administrativas e não partidárias. Alega que coisas estranhas acontecem com ele sempre que deseja ser candidato a algum cargo eletivo. Neste ano, seu nome era cotado para a Câmara Federal e até como suplente do ex-procurador da república Pedro Taques, que disputará o Senado em outubro." Tem acontecido coisas estranhas. Até processo administrativo apareceu agora. Gosto de fazer política, mas sustento a minha família com o meu salário como policial", pontuou Medeiros.

   Ainda segundo ele, há alguns anos ele teve a casa invadida pela Polícia Federal. "Depois disseram que era apenas um engano. Curiosamente isso só acontece quando resolvo ser candidato, por isso, estou abandonando a política por enquanto", frisa. Conta que foi arrolado em um processo administrativo, absolvido e que, neste momento em que se articula para ser candidato, o mesmo procedimento interno foi aberto. "O estranho é que começou do zero justamente agora que estou em plena campanha para ir a federal ou ser suplente de Taques".

   Hoje a 2ª superintendência da PRF é ocupada por Clarindo Ferreira da Silva, que seria ligado ao grupo do deputado federal e presidente estadual do PT Carlos Abicalil. Nos bastidores, comenta-se, que a senadora Serys Marly (PT) tentou por várias vezes, sem êxito, emplacar o policial rodoviário federal Fernando Roberto de Souza na vaga. Abicalil e Serys estão em pé de guerra desde que o presidente estadual do PT decidiu disputar o Senado e venceu as prévias do partido. Rondonópolis é curral eleitoral de Serys e em Mato Grosso a sigla está dividida entre as duas lideranças.

  Agora a executiva estadual do partido, sob o deputado estadual Percival Muniz , deve se reunir para deliberar sobre o assunto. Com a saída de Medeiros, o vereador por Rondonópolis Reginaldo dos Santos assume o comando da sigla no terceiro maior município do Estado.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.