SAÚDE PÚBLICA

Silval e Wilson prometem verba; Mendes diz ter o "pé no chão"

   Enquanto o governador Silval Barbosa (PMDB) e o ex-prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB) prometem ampliar para pelo menos 15% o orçamento na área da saúde, o empresário Mauro Mendes (PSB) afirma ter o "pé no chão" e aposta numa maior eficiência na administração para acabar com o caos do setor em Mato Grosso. “Falar que vai aumentar é fácil, o duro é fazer. Primeiro precisamos cumprir a nossa obrigação e aplicar os 12% exigidos por lei”, afirmou o socialista ao alfinetar Silval e Wilson. A saúde deve ser um dos temas mais frequentes nos debates e nos programas eleitorais rumo ao pleito de 3 de outubro.

  Trata-se de uma área tida como o “calcanhar de Aquiles” de Silval e Wilson. O tucano durante os quase seis anos que ficou à frente da Prefeitura de Cuiabá, enfrentou muito desgaste devido à ineficiência do sistema. Médicos e dentistas entraram em greve, a população ficou sem atendimento e guarda mágoas do período. Para tentar contornar a situação, o tucano concedeu reajustes salariais e reformou o Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. Além disso, toda vez que é questionado sobre o caos na saúde em sua gestão, Wilson faz questão de lembrar que a cidade não consegue ter um serviço de maior qualidade devido à demanda de pessoas de outros municípios que são atendidas em Cuiabá.

  Ele ressalta também a existência de uma auditoria realizada pelo Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde - SUS), do Ministério da Saúde, que comprovou que o governo deixou de aplicar R$ 55,2 milhões dos recursos constitucionais no setor, em 2006 e 2007, e deve utilizar os dados durante os debates. “Precisamos aperfeiçoar e consolidar os investimentos neste setor. No meu plano de governo proponho a construção de seis hospitais regionais, um deles em Cuiabá”, promete Wilson, que também quer “ressuscitar” a obra do Hospital Central, que está parada há anos. “É um prédio amplo e tenho certeza de que essa será uma importante obra”, pontuou o tucano.

  Silval, por sua vez, assumiu o Paiaguás em abril e recebeu como herança do ex-governador Blairo Maggi (PR) um setor quase em colapso, com extensas filas de pacientes aguardando exames, consultas e cirurgias, além da necessidade da ampliação da quantidade de leitos. Chegou a lançar o Plano de Ação da Saúde, que entre outras coisas prevê a execução do programa Fila Zero. “Hoje já temos uma saúde descentralizada. Vou criar mais estruturas, vamos ampliar o número de exames, remédios distribuídos e continuar firme no serviço de prevenção básica”, promete Silval – veja mais aqui.

  Já Mendes, nunca foi prefeito ou governador e, por isso, chega aos debates sem ter acumulado desgastes. Apesar disso, garante ter praticamente terminado o planejamento do programa Saúde em 1º Lugar, que vai atuar em diversas frentes e eliminar o caos do setor. “Vamos reestruturar os hospitais existentes, construir outros, criando mais mil leitos, além de implantar mais 200 novos PSFs. Vamos dar um verdadeiro tratamento de choque para termos uma saúde de qualidade”, enfatizou o empresário. Em linhas gerais, as propostas dos três candidatos são muito parecidas. O único a disponibilizar o seu plano de governo em seu site é Wilson Santos - veja aqui.

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...