RONDONÓPOLIS

Silval escolhe 4 coordenadores e grupo isola peemedebista Pátio

Governador Silval Barbosa, em Rondonópolis, nesta quarta   Em reunião nesta quarta (21) à noite em Rondonópolis, cidade-pólo do Sul do Estado, o governador Silval Barbosa definiu quatro coordenadores de sua campanha à reeleição no município e, numa ação estratégica com lideranças dos partidos do arco de alianças, a base governista anunciou que vai jogar pesado para isolar o prefeito Zé do Pátio, que, mesmo filiado ao PMDB, faz campanha ao Palácio Paiaguás para o tucano Wilson Santos. A reunião foi realizada na residência do presidente da Câmara Municipal, vereador Hélio Pichioni (PR). Entre os cabos eleitorais de Silval na região estão o ex-governador Blairo Maggi e o deputado federal que busca o sexto mandato Wellington Fagundes.

     O encontrou motivou a presença dos candidatos majoritários, como o próprio Silval ao Paiaguás, e Maggi (PR) e Carlos Abicalil (PT) ao Senado, e também de alguns proporcionais, como os deputados federais Fagundes e Carlos Bezerra e os estaduais republicanos Jota Barreto e Sebastião Rezende. Depois de muita discussão, o grupo anunciou os vereadores Cido Silva (PP) e Milton Araújo, o Mutum (PR) como coordenadores da campanha pro-Silval, juntamente com o petista Mauro Campos e com o empresário Jairo Tadela, filiado ao PMDB.

    Num dos momentos tensos do encontro, o presidente da legenda peemedebista no Estado, Carlos Bezerra, questionou o ex-governador Maggi sobre o fato do diretor-geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot, não demonstrar empenho na campanha, dando margem ås especulações segundo as quais estaria mais voltado ao apoio ao nome de Mauro Mendes (PSB) ao governo. Considerado padrinho político de Pagot, Maggi observou que seu ex-secretário de Infraestrutura, Casa Civil e Educação está se dedicando mais ao cargo em Brasília e que, mesmo assim, vem petindo voto pela reeleição de Silval. Maggi tranquilizou o bloco, assegurando que Pagot está no mesmo barco do grupo situacionista.

    Uma outra discussão que se prolongou foi sobre o posicionamento de Pátio, que não aceita apoiar o colega de partido para governador. O prefeito não foi å reunião. Desde o ano passado, ele se mostra rebelde. Tem se manifestado favorável ao nome da candidatura do ex-prefeito da Capital, sob argumento de que deve gratidão ao tucano por este tê-lo apoiado å sucessão municipal em Rondonópolis, em 2008, enquanto Silval estava em defesa da reeleição do então prefeito Adilton Sachetti (PR). Para contrapor o peemedebista e anular suas ações pró-Wilson na região, os líderes do PMDB, do PT, do PR e do PP combinaram algumas estratégias. Uma delas é de neutralizá-lo, através da Câmara Municipal, onde a maioria dos vereadores já fazem oposição ao prefeito. O grupo vai ignorar o prefeito, que já enfrenta desgaste político.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.