Sob pressão, Blairo pede trégua para decidir candidatura; base cita mais 3

blairo blog romilson

Senador Blairo Maggi, em reunião nesta 2ª à noite, com representantes de 9 partidos governistas

Em mais de duas horas de reunião nesta segunda à noite, lideranças de 9 partidos da base tentaram convencer Blairo Maggi a assumir oficialmente pré-candidatura a governador, mas o senador licenciado fez uma série de ponderações e pediu uma trégua, que pode se estender por até dois meses. Alguns fizeram até apelo dramático para o ex-governador entrar no páreo, lembrando dos pleitos e ações de seu governo e apontando-o como "imbatível". Por fim, ficou estabelecido que PMDB, PR, PSC, PC do B, Pros, PT, PP, PSD e PV vão aguardar posicionamento do republicano e, enquanto isso, seguem com três pré-candidaturas à sucessão estadual, sendo elas do ex-vereador cuiabano Lúdio Cabral (PT), do ex-juiz federal Julier Sebastião, que se filia ao PMDB nesta quarta, e do vice-governador Chico Daltro (PSD).

Da reunião fechada, no prédio do Grupo Amaggi, do qual Blairo é um dos sócios, participaram menos de 20 pessoas. Blairo deixou claro que, pessoalmente, sem consultar o PR, estava tendo uma boa conversa política com o senador Pedro Taques (PDT), pré-candidato da oposição ao Palácio Paiaguás, mas observou que a postura do pedetista em assinar pedido de CPI contra o governo da presidente Dilma o fez distanciar, o que significa que não o apoiará mais. Blairo disse entender o posicionamento de Taques, que agiu com convicção e coerência dentro da linha que atua de oposição é que costuma assinar todos pedidos de CPI.

Ele apresentou uma série de obstáculos para assumir novo projeto majoritário. Citou o fato de estar envolvido nas atividades empresariais e que a própria família não concorda com a ideia de concorrer às eleições deste ano. De todo modo, ficou de avaliar o projeto político. Pressionado sobre a necessidade de decidir logo, Blairo disparou: "o prazo de vocês não é o meu. Pode demorar 20 dias, um mês ou mais". Afirmou que, independente da decisão, vai estar apoiando o grupo que hoje faz parte da base de sustentação ao governo Silval Barbosa (PMDB). Não houve deliberação. "Não tenho certeza se lá na frente vou assumir candidatura, mas como me deram um prazo vou avaliar", diz Blairo, que até o ano passado, quando figurava entre os possíveis candidatos, aparecia na liderança nas intenções de voto. Já as amostragens deste ano apontam Taques em primeiro lugar, com Lúdio em segundo.

Do PR, três estiveram presentes, sendo eles o presidente regional, deputado Wellington Fagundes, Blairo e o senador Cidinho dos Santos. O PP foi representado pelo deputado estadual Ezequiel Fonseca, assim como o Pros com Valtenir Pereira e o PC do B sob Aislan Galvão. Os líderes do PSD Daltro, José Riva e Rui Prado participaram do encontro, assim como Victório Galli (PSC). Do PMDB compareceram o governador Silval e o presidente estadual Carlos Bezerra, enquanto do PT estiveram presentes o dirigente regional William Sampaio e o deputado estadual Alexandre Cesar.

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.