RUMO AO 2º TURNO

Sou fiel ao partido, mas vou votar em quem quiser, diz Taques

Pedro Taques (PDT)    Ainda sem entender os motivos que deram origem ao boato de que poderia deixar o PDT, o senador eleito Pedro Taques reforça a afirmação de que permanecerá na legenda, ressaltando que se filiou à sigla por escolha própria baseado em sua afinidade com a ideologia pedetista. “Algumas pessoas não aceitam que eu ganhei a eleição”, afirmou, sem querer criar especulações sobre o boato.

   “Eu sou um homem de partido”, destacou, lembrando que a fidelidade partidária é um dos preceitos, não só da política, mas previsto na própria legislação. Diante disso, ele afirma que, no Congresso, agirá de acordo com as decisões de sua legenda. No entanto, ressaltou que, além do partidarismo, tem consciência e liberdade para tomar decisões.

   Apesar de se garantir fiel ao PDT, quando o assunto é o segundo turno das eleições presidenciais, ele deixa bem claro como pretende usar a liberdade de que fala. “Eu escolho em quem eu voto”, frisou. Isso porque a legenda compõe a base da candidata à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff (PT), que esteve no Estado durante a campanha eleitoral apoiando o governador reeleito Silval Barbosa (PMDB). Taques integrava a chapa encabeçada pelo candidato ao Paiaguás, Mauro Mendes (PSB), que pouco pode contar com o apoio da presidenciável e prometeu devolver o mesmo empenho nesta fase das eleições.

   Assim que confirmou sua eleição, o senador eleito foi convidado, juntamente com os candidatos dos partidos da base aliada da petistas eleitos em todo o país, para uma reunião com Dilma. Taques se sentiu no direito de recusar o convite dizendo que a candidata nem sabia de sua existência e vem se mantendo em campo neutro neste segundo turno.

   O ex-procurador da República disputou com êxito seu primeiro cargo eletivo neste ano e já começa a se destacar junto à cúpula nacional do partido. Depois das eleições, ele já se reuniu com lideranças do PDT, incluindo o presidente da executiva nacional da legenda, o ministro do Trabalho, Carlos Luppi, e com senadores eleitos do PT. O mesmo ocorre no Estado, que até a confirmação nas urnas seguia incrédulo no projeto de Taques, que era apontado apenas como quarto colocado nas pesquisas de intenção de voto. Nesta terça (26), ele foi homenageado na Câmara de Cuiabá com uma moção de aplausos indicada pelo vereador Adevair Cabral (PDT).

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.