Taques aparece em propaganda partidária e critica Governo - confira

O senador Pedro Taques, pré-candidato a governador, em aparição no horário da propaganda partidária, pelo PDT, nesta segunda (5), aproveitou para criticar o governo Silval Barbosa (PMDB) em relação ao atraso das obras da Copa e, principalmente, da promessa de entrega do VLT até o período do Mundial. Em seu discurso, o pedetista diz que o cidadão já está mais do que impaciente com a mentira. “Com a cara de pau de alguns que veem dizer que as obras não foram prometidas para a Copa do Mundo”.

Taques, com precisão, também afirma que descartaram o VLT e que não foi prometido para o Mundial. Finaliza com a frase de efeito: “As pessoas pensam que nós somos bobós cheira-cheiras”. Segundo o glossário cuiabano, este termo significa pessoa boba, idiota. O senador, de forma indireta, remete ao Governo estadual que a atual administração é defasada.

De todo modo, o vídeo tem causado polêmica nas redes sociais. Isso porque alguns alegam que o pedetista, ao fazer as críticas, está cometendo crime eleitoral, tendo em vista que ainda não estamos no período permitido pela lei para realização de propagandas políticas, que só será autorizado a partir das convenções, que ocorrem em junho. Em contrapartida, Taques se vale de estar fazendo propaganda para o partido, falando que o PDT é uma sigla com políticos que combatem a corrupção e defendem a aplicação correta dos recursos públicos. Apesar disso, o senador acaba sendo beneficiado indiretamente. Agora, resta saber qual a interpretação dos órgãos fiscalizadores, como o Ministério Público Eleitoral, em relação a esta questão e outras que, possivelmente, surgirão envolvendo outros políticos, no processo eleitoral.

Segundo a Justiça Eleitoral, não é aceitável que alguns possam divulgar propagandas de interesse próprio antes mesmo que outros tenham se registrado como candidatos. Vale lembrar que, neste momento, estamos na fase da propaganda partidária, que tem a finalidade de divulgar o programa partidário e a posição do partido em relação a temas políticos. Nesta modalidade, não se mistura as finalidades eleitorais propriamente ditas, pois não está voltada a obter votos. Diferente da propaganda eleitoral, que será permitida somente a partir de 5 de julho, e é direcionada a influenciar a vontade do eleitorado para induzir que determinado candidato é o mais apto a certo cargo eletivo.

Assita, abaixo, a íntegra do vídeo.

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.