MEIO AMBIENTE

Taques contrapõe Silval, nega que impediu obra e apoia a hidrovia

Pedro Taques, candidato ao Senado   Depois de ganhar a cena no debate entre os candidatos ao Paiaguás realizado na manhã deste domingo (25), quando a discussão sobre a implementação da hidrovia na bacia do rio Paraguai veio à tona, o candidato ao Senado, Pedro Taques (PDT), atacou o governador Silval Barbosa (PMDB). Mirando o adversário Mauro Mendes (PSB), que não tem passado político, e ainda, no colégio eleitoral do maior inimigo político de Taques, o deputado federal Pedro Henry (PP), que o apoiava no debate, Silval levantou a bola ao dizer que foi o ex-procurador da República quem impediu a obra.

   Mendes disse que não tinha procuração para falar em nome do colega de chapa e sugeriu que a própria Difusora de Cáceres e os demais veículos de comunicação o convidassem para um debate com seus adversários na senatória, como Blairo Maggi (PR), Carlos Abicalil (PT) e Antero Paes de Barros (PSDB) e ainda reforçou que o fato de pertencerem ao mesmo grupo não significa ter a mesma opinião. “Se fosse assim, os outros candidatos iam ter que se preocupar com nomes de sua base aliada respondendo a processos na Justiça”, ressaltou.

   Sem a defesa de seu representante, o ex-procurador não hesitou em recorrer às mídias sociais, onde milhares de pessoas acompanhavam e comentavam o debate, na tentativa de ter direito de resposta. Ainda enquanto Mendes respondia a pergunta, Taques postava em seu microblog Twitter que sempre foi a favor da hidrovia. “Ao contrário do que foi dito pelo candidato Silval no debate, reafirmo que nunca fui contra a implementação da hidrovia na região de Cáceres”, publicou. “Reconheço a importância desse modal para região. Como procurador, defendi que a construção fosse feita de acordo com as exigências da lei”, explicou Taques.

   Irritado, o candidato chegou a dizer que a Assembleia foi uma verdadeira sucursal do crime organizado na época em que o atual governador esteve à frente da Casa, tanto como presidente, como primeiro-secretário. Ele ainda questinou o fato da hidrovia não ter sido implantada já que agora não existem mais impedimentos legais.

    As perguntas sobre hidrovia não pararam por aí. Do lado de fora do estúdio, Taques continuou com questionamentos direcioandos ao governador. “O candidato ao governo deve responder também sobre o que fazia enquanto R$ 44 milhões foram superfaturados na compra de maquinários. Ele como vice-governador e depois governador tinha a obrigação de ao menos conferir o preço das máquinas adquiridas. Ele foi omisso ou fez que não viu?”, indagou o candidato a senador.

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.