Taques fala de alianças

Rodinei Crescêncio

pedro taques e wellington fagundes

Senador Pedro Taques (PDT) se articula para concorrer ao Palácio Paiaguás

O senador e pré-candidato a governador, Pedro Taques (PDT), garante que não vai “fazer acordo com o diabo para fazer a obra de Deus”. Assim, o pedetista argumenta que não formará nenhuma aliança incoerente. Acontece que PDT tem recebido críticas principalmente por flertar com o PR, que é da base do governo Silval Barbosa (PMDB), a quem Taques faz dura oposição. O pedetista, entretanto, amenizou a situação ao afirmar que “não vale tudo pelo poder”.

Taques reforça ainda que fez apenas críticas pontuais a gestão do hoje senador e ex-governador Blairo Maggi (PR) – um dos possíveis aliados do pedetista nestas eleições. “Nunca chamei o senador Maggi de ladrão, fiz críticas ao governo e temos que assumir que essas são construtivas e que precisam ser feitas. Existiram avanços, mas também pontos negativos”, justificou.

"Não vale tudo
pelo poder"

Nos próximos dias, o prefeito Mauro Mendes (PSB) e o deputado e presidente estadual do PDT, Zeca Viana, vão se encontrar com lideranças republicanas para definir se vão caminhar juntos. O senador Jaime Campos (DEM), que costura aliança com Taques, chegou a declarar que só aceita o PR se a sigla abrir mão das 5 secretarias que comanda na gestão Silval.

A possibilidade da vinda do Partido Republicano para o grupo oposicionista gerou rusga entre o PDT e o DEM, especialmente porque o democrata busca a reeleição, assim como o presidente do PR, deputado federal Wellington Fagundes (PR), almeja cadeira no Senado. Taques garante que o mal estar foi superado e que “só o ditador chega ao poder sem fazer coligações e alianças”.

Dilma

Além das amarrações estaduais, o grupo liderado pelo pedetista ainda precisa definir se vai se alinhar ao PDT nacional e apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) ou se será oposição à petista. O prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), por exemplo, gostaria que ela continuasse no governo no próximo mandato.

Na ocasião, Taques chegou a dizer que não conversaria com a presidente sobre possíveis composições. “Não existe isso”, comentou. Mas, horas depois, ele viajou com Dilma e Blairo para Brasília (DF).  

Por outro lado, reforça que o assunto será debatido em março, durante reunião com a Executiva Nacional do partido. “As realidades estaduais são totalmente diversas e nós temos que respeitar isso. O PDT nacional tem esse compromisso com vários estados e por mais que o partido feche com a presidente Dilma nacionalmente em alguns estados a realidade será outra”, reforça.  

Fatura por média e multa à Energisa

thiago 400 ager curtinha   Após fiscalização no 2º semestre do ano passado, a Ager-MT multou em R$ 14,4 milhões a Energisa. Descobriu-se irregularidades na área comercial da concessionária de energia. Thiago Bernardes (foto), coordenador Regulador de Energia da Agência, explica que, no trabalho...

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

Emanuel, feitos, paletó e a reeleição

emanuel pinheiro 400 curtinha   O núcleo de apoio estratégico do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) está empolgado com resultado de pesquisas realizadas tanto para avaliar como está indo a administração da Capital, pontuando pontos fracos e fortes, quanto sobre se há chance ou não de...

Deputada critica Bruno no Operário-VG

janaina riva 400 curtinha   Acostumada a enfrentar temas polêmicos, dentro e fora da seara política, Janaína Riva foi a única parlamentar a se manifestar publicamente sobre a decisão do Operário de Várzea Grande de contratar o goleiro Bruno, condenado a 20 anos por matar e ocultar o corpo da...

Espólio político de Selma que não virá

otaviano pivetta 400 curtinha   O vice-governador e pré-candidato ao Senado, Otaviano Pivetta (foto), tem encampado um equivocado entusiasmo sobre possível espólio político de Selma Arruda. Mas a tendência, se insistir nessa tese, é de amargar uma tremenda frustração. Pivetta tem dito aos...

Beto decide em maio quem vai apoiar

beto farias 400 curtinha   O prefeito barra-garcense e empresário Beto Farias (foto), que conclui neste ano o segundo mandato consecutivo, não sabe ainda quem apoiar à sucessão municipal. E só tomará uma decisão em maio, já faltando dois meses para as convenções. Até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.