Embate

Taques rebate “demonização” e diz que alinhamento político é atrasado

Divulgação

taques_rebate_adversarios_interna.jpg

Taques defende que discurso de adversários é sinônimo de medo

O senador Pedro Taques (PDT), pré-candidato da oposição ao Governo, responde as acusações de adversários do bloco situacionista, que buscam “demonizá-lo” espalhando que a eventual eleição do pedetista acarretará insegurança e instabilidade política afugentando futuros investimentos no Estado. “Este é o típico discurso de quem morre de medo de nós chegarmos ao Governo. Se morre de medo, alguma coisa errada fez”, dispara em entrevista ao Rdnews.

Os rivais ainda argumentam que Taques, caso seja eleito, fará uma gestão autoritária e sem apoio do governo federal porque, apesar do PDT pertencer à base aliada, em âmbito nacional, é opositor da presidente Dilma Rousseff (PT). Ressuscitando a tese do alinhamento político, também espalham que a petista reúne todas as condições para ser reeleita e que um governador aliado a siglas como PSDB, DEM, PSB e PPS prejudicaria Mato Grosso travando os investimentos públicos e privados.

O pedetista, no entanto, rebate afirmando que a tese do alinhamento político é um discurso atrasado e reflete o desrespeito à opinião do eleitorado.  Além disso, sustenta que o governante que ajuda somente os aliados comete prevaricação e improbidade administrativa ao não considerar o princípio da impessoalidade na administração pública.

Para Taques, a tese do alinhamento também é descredenciada pelo fato de o governador Silval Barbosa, que é do PMDB, não discriminar Cuiabá e Rondonópolis que são administradas por prefeitos da oposição. “O discurso daqueles que buscam espalhar o medo não se sustenta na realidade. O Mauro Mendes é do PSB e o Percival Muniz do PPS. Os dois prefeitos apoiam minha pré-candidatura e, mesmo assim, podem contar com a colaboração do governador sempre que é necessário”, explica.

De acordo com o senador, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Paraná são governados pela oposição e que apesar do antagonismo ideológico, nunca deixaram de ser atendidos pelo governo federal, que está sob o comando do PT há mais de 10 anos. Em relação a Mato Grosso, Taques afirma que a importância para a economia do Brasil, através do agronegócio e das exportações, não permite que a União deixe investir no Estado.

Plano Taques

O senador afirma que já demonstrou a maneira que pretende governar o Estado, ao possibilitar ao cidadão decidir quais serão suas indicações ao Orçamento Geral da União (OGU), por meio do chamado “Plano Taques de Orçamento Participativo”. A escolha é feita em audiências públicas e a definição dos municípios é feita com base no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal. Por ano, cada parlamentar tem R$ 15 milhões para indicar, divididos em até 25 emendas. “Os municípios são contemplados, independente do partido do prefeito. Tudo é feito com transparência e participação popular”, conclui. 

PR fala em "ressuscitar" Blairo e grupo já demoniza opositor Taques

 

 

Puxando o "rei" pra baixo em Tangará

reinaldo morais 400 curtinha   A pré-campanha ao Senado do empresário Reinaldo Morais (foto), o "rei dos porcos", evangélico e bolsonarista, vem ganhando aceitação popular em vários municípios. Mas, em Tangará da Serra, enfrenta muita resistência. Algumas pessoas próximas ao...

3 estaduais e 2 federais para prefeito

juarez costa 400 curtinha   Se na Assembleia, três dos 24 deputados se articulam por candidatura a prefeito, na Câmara Federal dois entre oito da bancada mato-grossense também pretendem fazer o mesmo. Tratam-se do emedebista Juarez Costa (foto), que apostará todas as fichas no retorno ao comando de Sinop, e do petebista...

PSDB rachado sobre nome a prefeito

ricardo saad 400 curtinha   O tucanato enfrenta uma incógnita em Cuiabá. A bancada na Câmara, hoje composta pelos vereadores Renivaldo Nascimento, Ricardo Saad (foto) e Toninho de Souza, defende apoio ao projeto de reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro. O partido, presidido na Capital por Saad, já faz parte...

Poucos da AL se arriscam pra prefeito

silvio favero 400 curtinha   Inicialmente seriam seis dos 24 deputados estaduais dispostos a concorrer ao pleito de novembro deste ano. Mas a lista vem sendo reduzida à medida que se aproxima das convenções. Sílvio Fávero (foto), por exemplo, sabe que a chance de ganhar a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, onde...

Transferindo pandemia para Cuiabá

lucimar campos 400   Prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (foto) transferiu praticamente o pepino da pandemia da Covid-19 à gestão da cidade vizinha, comandada por Emanuel Pinheiro. Ela faz questão de enfatizar que, numa reunião com porta-vozes do governo estadual, do TCE, da Assembleia e dos dois maiores...

"Oposição desorganizada ajuda Pátio"

blairo maggi 400 curtinha   Com a experiência de quem já foi governador por dois mandatos, senador e ministro da Agricultura, o megaempresário Blairo Maggi (foto) disse, em entrevista numa live nesta sexta, com os jornalistas Eduardo Ramos e Lucas Perrone, que se a oposição não se organizar em...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.